sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Informações Importantes - Estudos Recentes

Vivam,

Segundo informações recentes, a Palme, por estar em processo de insolvência não paga Taxa de Justiça, o que implica que eles não perdem nada em continuar a mandar cartas a pedir os pagamentos das anuidades com cartas jurídicas.
Enquanto alguns pagarem vão conseguindo arrastar a empresa por mais algum tempo pois vão conseguindo pagar às 2/3 pessoas que mantêm no escritório em Lisboa.

Segundo relatórios de estudos recentes, aparecem dezenas de processos contra a empresa e as vendas estão de rastos... não vendem cartões há mais de 2 anos e estão literalmente a sobreviver com o pagamento das anuidades. Quanto mais depressa deixarem de pagar mais depressa fecham as portas!

Para vosso conhecimento, seguem a informações:

Volume de Negócios da PALME II
2009 - 489.169,77 €
2008 - 3.727.497,71 €
2007 - 6.794.855,31 €
2006 - 8.067.124,24 €
2005 - 10.330.898,85 €

ALERTA: A KeyClub está com novo ataque ao pessoal que não responde à injunção. Ameaça de penhora em 48h se não for feito pagamento.
Atenção, para penhorar tem que haver decisão do tribunal!

Por isso, paguem as taxas judiciais (a não ser que se enquadrem nos pontos referidos pelo D. L.) e apresentem injunção dentro dos prazos, sem MEDO!

Comentem estas notícias e divulguem o mais possível. Juntos conseguiremos!

Cumprimentos

67 comentários:

  1. Excelente Blog.
    Aqui deixo mais uma forma de conseguirem anular os contratos com Palme II (KeyClub).
    A Palme II forneceu a sua base de dados de clientes à Halcon Viagens, sem aviso prévio e sem consentimento dos seus clientes (nós).
    Isto é, crime, uma violação ao direito de protecção de dados.
    Conforme o nº 35 do contrato com a Palme II, os dados recolhidos são para uso exclusivo do Grupo Palme e a Halcon Viagens não faz parte do Grupo Palme.
    Eu tenho prova de que a Palme (KeyClub) forneceu a sua base de dados de clientes à Halcon Viagens, e com isto posso fazer uma denuncia junto da Comissão Nacional de Protecção de Dados.
    Já fiz uma carta de rescisão de contrato alegando esta violção e estou à espera de resposta.
    Pode ser que isto ajude mais alguém.

    ResponderEliminar
  2. Boa ajuda David! Muito Obrigado!
    Vou informar a minha advogada sobre esta situação.

    Cumprimentos e boa luta!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. boa tarde pedro
      sou mais um burlado pela key club o meu nome e joel
      ja recebi a carta do Banco Nacional de injuncoes
      e ja constetei pela minha advogada espero nao seija preciso ir a tribunal mas se for preciso de testemunhas sera que me pode ajudar

      Eliminar
  3. No meu caso não recorri a nenhum advogado, eu mesmo fiz a carta de rescisão alegando esta violação e dando um prazo para a confirmação da rescisão.
    No caso de não aceitarem a rescisão então avançarei com a denuncia junto da Comissão Nacional de Protecção de Dados.

    ResponderEliminar
  4. É isso mesmo David. Nem todos os casos necessitam de advogado. Temos o grande exemplo da Aida que conseguiu sem qualquer apoio.
    Estamos cá para ajudar no que for necessário. Exponham as vossas situações e perguntem o que for necessário para esclarecermos todas as dúvidas possíveis.

    Grande Abraço

    ResponderEliminar
  5. Maria de Fátima Espada18 de abril de 2011 às 23:57

    Obrigada pelas informações, também eu fui lesada por esse Key Club. Paguei 599 mil escudos em 1996, o meu contrato termina em 14 de Maio deste ano, há 3 anos que não usufruo de nada destes senhores, mas esta semana fui surpreendida com uma carta enviada de uma tal Loja Jurídica, informando-me que lhes devo 145€ da anuidade de 2010, liguei para a tal loja afim de falar com o advogado que assinava a carta, qual não é o meu espanto quando do outro lado me atende o Key Club, Loja Jurídica é treta, são eles a tentar sacar dinheiro aos sócios, porque já não prestam qualquer serviço. Fui humilhada e gozada ao telefone ao ponto de me deixarem a chorar. Acabo de redigir uma carta a cancelar o contrato com este club, por incumprimento por parte deles. A informação que me prestaram quanto aos nossos dados terem sido fornecidos à Halcon foi preciosa, muito obrigada.

    ResponderEliminar
  6. Olá Maria de Fátima,
    Desde já obrigado pelo seu testemunho. Não pague as anuidades porque não tem de as pagar. Eles neste momento estão a tentar recuperar o máximo de dinheiro possível através dos sócios.
    A Loja Jurídica é uma empresa constituida por advogados que presta serviços jurídicos a outras empresas nomeadamente a KeyClub. Acho estranho ter sido o Keyclub a atender o seu telefonema. Mas não se preocupe. Se puder apresente oposição e não pague mais nada do que eles lhe pedem.
    Veja as informações que colocámos aqui no blog e em caso de necessitar de mais ajuda não hesite em deixar o seu contacto que ajuda-la-emos no que for necessário.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  7. boa tarde
    a minha mulher tambem recebeu uma carta da loja juridica a pedir o pagamento da prestação de 2011, quanto tempo temos para enviar a oposição, e para onde enviamos, jose.arouca.paulo@hotmail.com

    ResponderEliminar
  8. Boa Tarde Paulo,

    A oposição só deverá ser apresentada quando receber a carta do Banco Nacional de Injunções que deverá vir depois da carta da loja jurídica.
    Só depois de receber a carta do Banco Nacional de injunções é que tem 10 dias para pagar as despesas jurídicas e depois fazer a oposição. Apresente oposição o mais brevemente possível e dentro dos prazos.
    Para apresentar, na carta da injunção deve ter um link para o site onde terá que ir para verificar a importância a pagar pelo DUC documento único. O valor varia de pessoa para pessoa consoante o que tem notificado como dívida e é reembolsado após ganhar o caso.
    Se tiver dificuldades, deixe o seu e-mail ou outro contacto.

    Vai recorrer a um advogado ou vai fazer sozinho a oposição? Cuidado na elaboração, veja bem o seu contrato e onde há falhas que se enquadrem nos artigos dos Dec.L.
    Se precisar de ajuda ou de testemunhas (que são importantes) contacte-nos. Nós ajudaremos no que for necessário, nem que seja por video-conferência.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  9. TAMBEM ESTOU METIDO NESTA ALHADA...RECEBI A CARTA DO BANCO NACIONAL DE INJUNÇÕES EM 27-11-2010...MAS NÃO DEDUZI OPOSIÇÃO....QUE DEVO ESPERAR?

    ResponderEliminar
  10. Boas.
    Peço ajuda. No caso do meu tio que já é uma possoa idosa, dizem que enviaram a injunção para casa, mas tal não sucedeu. Agora recebeu uma catra do solicitador. Ainda há tempo de fazer oposiçõa à execução com os mesmos fundamentos da oposição à injunção?
    Obrigado.
    ticocardoso@portugalmail.pt
    Cardoso.

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde e obrigada por este blog.
    sou mais umas das tantas pessoas lesadas. Em dezembro de 2010 recebi uma injunção solicitando o pagamento das anuidades em atraso à qual eu mesma deduzi oposição.
    Hoje recebi uma carta não registada de um alegado agente de execução na qual me ameaçava a penhora de bens. O que devo fazer? Agradeço a vossa ajuda pois não quero mais ser roubada por esses senhores

    Obrigada

    m_cavaleiro@sapo.pt

    ResponderEliminar
  12. boa noite

    estou a ler os diferentes comentários e começo a ficar bastante preocupada pois após ter recebido a injunção, redigi eu mesms uma carta de oposição onde referi todos os aspectos que considerei relevantes para o não pagamento da dívida (isto em dezembro de 2010) mas não paguei quaisquer custos judiciais que vejo referidos em diversos comentários. que custos são esses? Quem os solicita? ou fiz alguma coisa mal? Eu enviei a oposição em carta registada para a Massa Insolvente será que foi esse o erro? E agora o que devo fazer?

    Ajudem-me por favor


    Margarida Cavaleiro
    m_cavaleiro@sapo.pt

    ResponderEliminar
  13. Viva!
    Envio um link que contém um ficheiro com 4 queixas contra a Key Club (e respectivos comentários de queixosos que podem ajudar), mais 4 modelos para requerimentos de oposição às injunções que a Palme II tem enviado.
    Espero que vos possam ser úteis!
    http://hotfile.com/dl/119079733/9570fe2/key-club.zip.html
    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  14. Sou mais uma lesada por estes senhores tenho pago bem caro , queria que me ajudassem ,porque talvez juntos tivesse mais impacto , acabar com isto de vez, tenho o subsidio de desemprego parte penhorado porque não consigo livrar.me desta fraude , tento e não quero desistir, agora recebo as anuidades com aviso de penhora até amanhã , e sem conseguir livrar-me deles , aguardo resposta para alguma resolucão ,obrigada .fd.afonso@hotmail.com

    ResponderEliminar
  15. à semelhança de outros comentários expostos, também recebi agora uma carta de um solicitador de execução, ameaçando com uma penhora caso não pague os montantes em dívida da «taxa administrativa» (de que nunca me falaram na assinatura do contrato em 2000...) e das despesas «prováveis». Tenho dinheiro para lhes pagar, mas não tenho qualquer vontade de o fazer, pois desde 2006 que não usufruo de qualquer serviço desta empresa, que sempre foi um logro e nunca proporcionou as vantagens que prometeu. Alguém tentou já deduzir oposição à execução? e como conseguiram eles título executivo? Há tantos anos que não ligo nenhuma a isto, que nem sei onde tenho o contrato... alguém tem uma minuta que me possa enviar? Obrigada pela ajuda! lidianabais@gmail.com

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde.
    A mim aconteceu-me o seguinte...assinei em 2000 contrato com keyclub..e pagou-se, na altura, quase 600 contos..NUNCA usufrui do cartão. No entanto paguei a anuidade até 2004..em 2005 fui notificado para pagar 2005, mas deixaram de me enviar o cartão renovado (como faziam todos os anos). Eu paguei, mas reclamei, já que me tinham deixado de enviar o cartão e as publicidades (revistas..etc..). Entretanto, enviaram-me o cartão agora com validade até 2015. ( e eu sempre pensei que o contrato era válido por 10 anos) e nunca mais fui notificado para pagar qualquer anuidade.
    Há uns meses atras recebi em casa a Injunção...
    E agora recebi uma carta de um solicitador de execução. Liguei para o n.º que vinha na carta...e que me atende, para espanto meu, KEYCLUB! Propuseram-me pagar em 5 prestaçoes...depois liguei 2ª vez...já me disseram para pagar em 6... E NÃO CONSIGO FALAR COM O SOLICITADOR! Supostamente é com ele que está o processo.... O que hei-de fazer?

    ResponderEliminar
  17. Boa noite,

    Os casos em que não se apresentou oposição á injunção no prazo de 15 dias após a assinatura do aviso de recepção vão para execução por solicitador e podem ser sujeitos a penhora de bens.
    Esses casos são extremamente sensíveis e requerem atenção e cuidados juridicos. Cada caso é um caso e podem ter contornos diferentes consoante o modo como foi conduzida a injunção, a recepção da respectiva carta, prazos, factos, etc. Por isso é que tenho vindo a aconselhar apresentar o caso a um advogado.
    A quem precisa tenho vindo a aconselhar e no seu caso se quiser posso dar-lhe o contacto.

    Quanto á minuta para as injunções, não existe nenhuma específica. No post que coloquei do casos de sucesso tem lá uma injunção e a descrição de factos importantes e oposições que são semelhantes á maioria dos casos que têm sido expostos. Sugiro guiarem-se por aí.

    Se precisarem de mais informações, disponham.

    Obrigado e muita força!

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  18. Mas a questão é...não contestada, a injunção ganha força executiva. No entanto, para se passar à fase da penhora, é necessário o requerimento executivo e consequentemente a nomeação dos bens para penhora. Eu nao fui notificada de requerimento executivo nenhum...para me poder opor. E acho que o oficio "enviado pelo solicitador" é um tanto ao quanto estranho...uma vez que os contactos que la constam são do Key Club..e não consigo falar com o sr. solicitador! nao pode haver penhora sem primeiro haver execução...(requerimento executivo)

    ResponderEliminar
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  20. É um pergunta pertinente, mas informei-me sobre essa questão e a resposta é a seguinte:

    A existência de injunção (sem oposição) na qual foi aposta fórmula executória permite que se faça a penhora sem a citação prévia - ou seja, primeiro penhora-se e depois cita-se com o requerimento executivo ao qual se pode apresentar oposição.

    A notificação do solicitador é uma diligência não prevista, é no fundo uma última oportunidade para pagamento antes da penhora dos bens.

    De facto os próprios advogados que estão a tratar dos casos têm tido dificuldades em contactar o solicitador, mas já conseguiram falar telefonicamente com ele uma vez. No entanto, caso duvidem da eventual idoneidade do senhor para o exercício da função, podem contactar a Ordem dos Solicitadores para confirmar se o mesmo se encontra inscrito e quais os seus contactos.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  21. Obrigada...estou sem vontade nenhuma de começar a fazer os pagamentos das prestações...até pq nunca falei com o solicitador..e tenho duvidas..
    alem disso, quero cancelar o contrato..até porque primeiro era para vigorar até 2010, e agora aumentaram para 2015... como faço? (Desculpe se já estou a abusar das perguntas...)
    Mais uma vez obrigada...
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  22. Caros amigos:
    Aqui deixo a ligação de mais um acordão proferido, em 24-03-2011, pela Relação de Lisboa sobre a Key Club


    http://www.dgsi.pt/jtrl.nsf/33182fc732316039802565fa00497eec/c3c4522d787acd2780257895003a3e4d?OpenDocument

    Com os melhores cumprimentos

    ResponderEliminar
  23. BOA noite
    Pedia o favor de me informar como posso abrir o link que está acima ,enviado por mcreis , que eu não sei se é importante , pode me facultar , agradecia o favor, obrigada, tudo o que tiver a ver com esta entidade interessa-me até que esta burla seja anulada e se faça justiça.
    Cumprimentos
    fd.afonso@hotmail.com

    ResponderEliminar
  24. Caro Afonso:
    Peço desculpa da minha pouca experiencia informática. Para ler este acórdão vá ao google e digite " acórdão 14148/09 tribunal relação lisboa 24-03-2011 key club" Procure ler, também, o comentário de Mário Frota a este respeito, no netconsumo de fevereiro deste ano.
    Um abraço.

    MCReis

    ResponderEliminar
  25. Boa tarde,
    Importa reflectir sobre os dados apresentados:
    Volume de Negócios da PALME II
    2009 - 489.169,77 €
    2008 - 3.727.497,71 €
    Talvez, devido à queda brutal das receitas da PALME II, é que a partir de 2010 iniciaram uma busca frenética à caça das Anuidades, por meio de intimidações e requerimentos de injunção,como último recurso para aumentarem o volume de negócios. veja-se uma hipótese: 78,50 € x 20.000 (sócios) = 1.570.000,00 €...
    Portanto, eles não vão desistir facilmente desse dinheiro fácil. As Notificações de Injunções remetidas pelo BNI e as Notificações de Penhora remetidas pelo solicitador de execução Mário Pelica vão continuar a multiplicar-se, especialmente se apenas alguns apresentarem oposição nos prazo estabelecidos!
    João Pereira

    ResponderEliminar
  26. Também concordo com o comentário anterior, enquanto vendiam cartões sem destino até se esqueceram de cobrar as anuidades, depois como fracassou tiveram de recorrer a essas anuidades...

    ResponderEliminar
  27. Agora estão no extremo oposto - enquanto estão ocupados a tempo inteiro com a cobrança das Anuidades vencidas, acrescidas de 50% de penalização... esqueceram-se que, segundo as cláusulas dos Contratos, também têm obrigações a cumprir!!!

    Esqueceram-se, ou fazem-se de esquecidos, que as referidas Anuidades eram para pagar diversos SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS que desde Setembro de 2008 deixaram de prestar a Todos os Sócios do Key Club!
    João Pereira

    ResponderEliminar
  28. Meus caros um ALERTA!
    Metam um advogado a guerrear contra este solicitador! Conseguimos diminuir o valor. Tiraram-nos quase 100 € de diferença!

    Ao que parece, estas cartas de penhora - não a penhora em si - parecem não ser muito verdadeiras, e acima de tudo pela ameaça que é feita! Mas vamos por partes:

    - A penhora deveria inicialmente ser feita ao vencimento e caso não existissem remunerações, serem feitas por ultimo aos bens! A penhora de vencimento nunca pode ultrapassar 1/4 do vencimento

    - A penhora de bens, se ainda que seja um horror que ninguem quer passar - eu muito menos - é feita inicialmente por uma nomeaçao de bens à penhora. Ou seja, quanto muito, batem-lhe à porta e vão efectuar uma lista de bens a penhorar até prefazerem o total em dívida! Posteriormente a isso, há a remoção de bens à penhora para serem colocados em leilão publico! O que daí resultar, pode eventualmente não cobrir a totalidade da dívida, poderá ainda ser cobrado o remanescente!

    ResponderEliminar
  29. Importa referir que, em função dos BENS a ser penhorados, a forma de executar a penhora é feita de modo diferente! Ou seja, se são imóveis, procede-se de uma forma, se forem bens móveis de outra forma, etc.

    O Agente de Execução deve efectuar a penhora dos bens preferencialmente pela seguinte ordem:

    1) Depósitos Bancários;
    2) Rendas, Abonos, Vencimentos ou Salários (se permitirem a satisfação integral do credor no prazo de 6 meses);
    3) Bens Móveis (não sujeitos a registo);
    4) Veículos Automóveis;
    5) Bens Imóveis.

    Atenção que, a penhora de bens móveis (não sujeitas a registo) é realizada com a efectiva apreensão dos bens e A SUA IMEDIATA REMOÇÃO para depósitos! (Artigo 848 CPC).

    Somente quando seja oposta alguma RESISTÊNCIA, é que o agente de execução pode solicitar o auxílio das autoridades policiais, podendo recorrer-se ao arrombamento de portas, se necessário. Este procedimento, portanto, só é permitido se o executado fizer obstáculos à realização da penhora - é o último recurso para efetivar a penhora e não, o procedimento vulgar. (Artigo 850 CPC).

    A razão de ser mencionado este procedimento excepcional, nas notificações do solicitador Mário Pelica, prende-se com o intuito de intimidar as pessoas para pagarem de imediato as dívidas exigidas!

    O que é verdadeiramente estranho é o facto de as despesas prováveis serem sempre 385,00 €, sendo que, salvo melhor opinião, essas despesas variam em função do tipo de bens a ser Penhorados e da fase em que o agente de execução consegue obter o pagamento da dívida. Pessoalmente, gostaria de saber como é que ele apurou aquele valor, de forma descriminada!

    ResponderEliminar
  30. Ola Bom dia!

    Tal como todos, também fui lesada pela key Club, a actual palme II,mas no meu caso não assinei qualquer contrato o documento que me ligasse a key Club. Embora no meu processo apareça um contrato que no processo diz ter sido assinado por mim. Só soube de todo o processo que se movia contra movia através de uma carta que foi enviada para o meu local de trabalho, onde a minha entidade patronal era informada que teria de me penhorar um terço do ordenado, e esse terço teria que ser depositado na conta do solicitador Manuel Vaz Sampayo. quando fui confrontada com tal informação fiquei estupefacta, foi como se me tive-sem atirado um balde de agua fria. Procurei de imediato um advogado, que só me dizia para me preocupar, que tudo se iria resolver, e que desde 2006 até 2009 nada fez para me resolver a situação deixou passar todos os prazos, não houve qualquer pagamento, para o respectivo advogado uma vez que ele não queria, nem aceitava que lhe pagasse. Posteriormente Contactei outra advogada, que já consegui que fizesse o teste da caligrafia por 2 vezes, embora ainda não tenhamos recebido os resultados, graças ao anterior advogado, foi me penhorado o carro que tinha, uma vez que me encontro desempregada, mas embora o carro tenha sido penhorado e não pode-se andar com ele, a key Club não queria o carro e sim dinheiro. Ou seja penhoraram o carro para me obrigar a pagar algo que não pedi e muito menos usufrui. Agora estou à que o carro seja leiloado e que o valor do leilão cubra o valor da suposta divida que no inicio era de quase 7000€ e após a penhora dos ordenados, se encontra em 4600€. Já não sei o que fazer, nem entendo como isto tudo aconteceu, e nem sei porque razão não se faz justiça no nosso país...

    Cumprimentos

    Rute Fialho

    ResponderEliminar
  31. Olá Bom Dia!

    Como burlada pela kayclub, foi me penhorado o carro pois era o único bem que possui-a, pois estou desempregada e não me podem penhorar os salários como até então faziam. para tudo ser mais interessante acabo de receber uma carta do solicitador Manuel Vaz De São Payo, em que o advogado Vítor Teles comunica que o meu carro" Um Peugeot 206 Color Line de Março de 2002, de 5 portas a gasolina, vale a modica quantia De 1,250€", ou seja a minha suposta divida é de quase 5000€, faço o que agora?! Sera que estes burlões nunca vão ser castigados, nem ser feita justiça!?

    Cumprimentos

    ruteinfantefialho@hotmail.com

    ResponderEliminar
  32. Olá!

    Tenho observado os comentários da Sr.ª Rute Fialho e, entre todos os casos relatados, parece ser o mais grave de todos.

    Todavia, algumas observações são pertinentes neste caso: Até compreendo que não se tenha feito oposição à injunção, porém, a omissão na apresentação de oposição à execução parece-me bastante grave. É como abrir as portas da nossa casa à livre acção do Agente de Execução!

    A Burla do Key Club cada vez é mais refinada e até parece que estão a corrigir alguns erros cometidos no passado... para não serem apanhados em falso!

    ResponderEliminar
  33. Assinei contrato com a PALME II em 2006 e recebi agora uma execução em que diz que o domicilio foi convencionado. Nunca me foi entregue qualquer cópia do contrato... Alguém sabe se os contratos deles a partir de 2006 prevêem o domicilio convencionado?
    Obrigado por toda a ajuda que possam me dar.

    ResponderEliminar
  34. CONTACTEM UM ADVOGADO PORRA!

    PS: Desculpam a frontalidade e o caps lock mas não compreendo como é que pessoas que são citadas para se oporem a injunções e posteriores execuções nada fazem e ficam espantadas com posteriores penhoras/vendas.

    ResponderEliminar
  35. ERRATA: Supra deveria estar escrito "desculpem" e não "desculpam".

    ResponderEliminar
  36. João Pereira disse:

    Já anteriormente referi no blog, mas volto a dizê-lo: Qual é o problema de certos "comentadores" identificarem-se devidamente, preferindo ficar no ANONIMATO? Afinal, têm medo de quê? Porque não falam abertamente?
    porque não se identificam?
    Não compreendo como é que pessoas fazem comentários audazes mas depois, como que se acanham, e não se identificam!
    Desculpem a frontalidade mas, sinceramente, dispenso tal tipo de comentários!!!
    João Pereira

    ResponderEliminar
  37. Bom dia!
    Afigura-se-me conveniente eslcarecer que o meu comentário anterior visava somente os comentários anónimos menos apropriados, por vezes agressivos, NÃO se destinando, de modo algum, aos Sócios do Key Club que, sentindo-se defraudados pela empresa PALME II, decidem colocar no blog o seu testemunho de forma anónima. Todos os testemunhos e comentários são bem vindos, desde que sejam feitos de forma construtiva!
    Cumprimentos,
    joão Pereira

    ResponderEliminar
  38. Olá!

    Seria interessante saber o volume de negócios da Massa Insolvente da PALME II no ano de 2010!

    Se alguém conseguir descobrir essa informação, isso poderia dizer muito acerca da situação actual da Palme II.

    É que, se o valor das receitas arrecadadas não for relevante, poderá vir a ser decidido o ENCERRAMENTO DEFINITIVO desta infame empresa!
    Seria o fim da Mega Burla do Key Club & Associados!!!

    João Pereira

    ResponderEliminar
  39. Bom dia
    Também eu recebi carta de solicitador, telefonemas e processo de injunção para pagamento de 1.100 EUR referente a anuidades.
    Resolvi fazer oposição e o julgamento foi marcado para hoje ás 09.30 no tribunal da Marinha Grande.
    Acabo de vir do tribunal com a sensação de vitória contra estes burlões. Sabem porquê? Porque eles ontem ao final do dia pura e simplesmente desistiram do processo o que significa que eu ganhei.
    Não devemos de ter medo de os enfrentar, porque eles ao tentarem intimidar as pessoas é com o intuito de conseguirem receber algum. Quem lhes faz frente na justiça eles recuam, porque sabem que não têm argumentos.
    Não paguem, não façam acordos, façam sim oposição á injunção e vão ver que se livram destes burlões.
    Suzete Oliveira
    mscmoliveira@gmail.com

    ResponderEliminar
  40. Bom dia.
    As minhas felicitações pela sua vitória na resolução do seu caso!
    Ficamos na expectativa que apareçam no blog mais testemunhos como o seu!
    João Pereira
    joao.pereira@estrads.pt

    ResponderEliminar
  41. Boa Noite
    Congroatulo-me com esta parte da vitória alcançada,mas é preçiso acabar de vez com estes burlões com , há muito dinheiro em jogo e esta fraude foi muito grave e longe demais tem que ter consequencias e encerrar de vez .
    Cumprimentos
    fd.afonso@hotmail.com

    ResponderEliminar
  42. Felicito-a e obrigado pelo seu testemunho. A minha audiencia é para 26 de Setembro. Nao imagina como noticias como esta são alentadoras. Dia 27 cá estarei para dar as noticias quer sejam boas como espero, quer nao sejam tão boas. Como ja disse a amigos daqui, eu estou preparado para tudo. Arao

    ResponderEliminar
  43. Boa tarde a todos. A minha mulher recebeu tb uma notificação de injunção na última semana de Setembro. A advogada já está a preparar a resposta. O que precisamos é de testemunhas, neste caso alguém que esteja em situação semelhante. Naturalmente, tb nos ofereceremos para em troca fazermos o testemunho. Desde já obrigado a quem esteja disponível para tal. Zona de Lisboa de preferência, para não haver muito incómodo para quem quiser colaborar.
    Poderão contactar para o endereço de e-mail: hugonline@sapo.pt
    OBRIGADO!!

    ResponderEliminar
  44. Volume de Negócios da PALME II

    2009 - 489.169,77 €
    2008 - 3.727.497,71 €
    2007 - 6.794.855,31 €
    2006 - 8.067.124,24 €
    2005 - 10.330.898,85 €

    Se tivermos em consideração os valores supra citados, qual é a conclusão que se pode tirar?
    Que a partir do ano de 2009, após a declaração da situação de insolvência da PALME II, a maioria dos Sócios do Key Club deixaram de pagar as anuidades! Dos 21.000 Sócios, aproximadamente 6.000 é que terão pago a anuidade do ano de 2009. Assim se explica a nova política do Key Club em recorrer à instauração de Injunções contra os Sócios e, em último recurso, à cobrança coerciva dos valores das anuidades por meio de Penhoras.

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  45. Olá bom dia, sou mais 1 dos muitos burlados. No inicio do ano recebi uma mensagem no telemóvel a dizer o que já sabem, acontece que desde 2009 deixei de utilizar o apartado de correio onde recebia a correspondência destes senhores e não lhes comuniquei esse facto pois coincidiu com a data em que passou para a Halcon e já lhes tinha pago os mais de 5000€ na totalidade, sendo que fui contactado nessa altura pela senhora que geria a agência de Armação de Pêra a comunicar esse facto e que a loja iria fechar e ela despedida. Assim sendo deixei de pagar a anuidade (o que sempre paguei até essa data).
    Quando recebi a mensagem, telefonei-lhes de imediato para saber do que se passava, dizendo que não tinha recebido qualquer carta e solicitei-a de novo, dando a minha morada.
    Somente agora recebi a Injunção (14-10-2011),
    com o valor de 246.99€,
    não sei como fazer oposição, por isso peço a vossa ajuda - se alguém tem uma que me possa mandar uma copia e me diga os passos a seguir.

    Muito obrigado
    J.Verissimo

    Verissimo29@hotmail.com

    ResponderEliminar
  46. Olá!
    Deixou de pagar a anuidade de 2009 e bem, no meu entender, pois eles também deixaram de prestar os serviços que estavam contratualizados.
    Além disso, os responsáveis do Key Club nem seqquer se dignaram em explicar devidamente aos seus Associados aquilo que aconteceu ao Grupo Key Club e as conseqências daí resultantes.

    Na fundamentação da sua oposição deverá invocar todos os motivos pelos quais, sentindo-se defraudado pela empresa PALME II, tomou a decisão de não pagar mais anuidades.

    Os melhores Cumprimentos
    João Pereira

    (joao.pereiraestradas.pt)

    ResponderEliminar
  47. Boa tarde,

    No dia 18 deste mês a minha esposa recebeu uma carta de injução, por um contrato que tinha feito em 07/07/2004.

    Dado que se trata de um montante elevado e sem justificação fui procurar uma solução cheguei a este blog daí estar a entrar em contacto convosco, espero sinceramente que não se importem.

    Acontece que denunciou o contrato via fax dentro do prazo legal tendo os promotores ligado a tentar demovê-la. (passados tantos anos perdeu-se o comprovativo e o fax),
    Como não a conseguiram demover, deram-lhe a confirmação de que o contrato se encontrava anulado.
    Ainda assim a minha esposa enviou posteriormente, no dia 27/07/2004, uma carta registada a confirmar essa anulação.

    Entretanto, e por este mesmo assunto acabou por se chatear com a mãe e saiu de casa, tendo ido morar com amigos, nunca mais tendo voltado a residir em casa da mãe, apesar de ter entretanto feito as pazes com ela.

    Pelo que pude obter da minha sogra, nessa altura ela recebeu duas cartas da keyClub, as quais devolveu ao carteiro com a nota "mudou-se para parte incerta".

    e ao que parece o mês passado ou à 2 meses (não me soube precisar) recebeu mais duas cartas dirigidas à minha as quais devolveu ao carteiro com a indicação de que não residia naquela morada.

    Assim o ponto de situação é o seguinte:
    dia 7 de julho de 2004 a minha esposa foi a uma apresentação do KeyClub no "Luna Esperança Centro Hotel", em setúbal, para a qual havia sido convidada sobe a promessa de uma estadia ou viagem (já não se recorda);
    No final dessa apresentação sofreu uma grande pressão para assinar o contrato para obter um cartão KEYCLUB PRESTIGE, que acabou por assinar para que a deixassem em paz;
    passados alguns dias enviou um FAX a denunciar o contrato;
    foi-lhe dada a indicação que o contrato havia sido anulado, e deveria enviar uma carta registada para que a anulação fosse efectivada.
    entre o envio do FAX e o envio da carta registada mudou-se para a casa de amigos devido a uma grande discussão com a mãe.
    Enviou no dia 27 de Julho de 2004 uma carta registada, como o mesmo conteúdo que o FAX anteriormente enviado, a confirmar a denúncia.
    NUNCA RECEBEU QUALQUER CARTÃO;
    NUNCA PAGOU QUALQUER MENSALIDADE;
    NUNCA MAIS FOI CONTACTADA PELA KEY CLUB APESAR DESTES TEREM O CONTACTO TELEFÓNICO DELA (QUE SE MANTEVE);
    no dia 18 de Outubro de 2011 recebe uma carta de injunção a indacar que tem cerca de 6 mil euros em divida;
    no dia 19 dirigiu-se à KEYCLUB para obter toda a documentação afecta ao processo dela;
    O FAX não se encontrava no meio da documentação (extraviou-se propositadamente quer-me parecer);
    Já contactámos o gabinete de apoio ao consumidor do montijo, que tem tentado ajudar-nos dentro das suas possibilidades
    Dados estes pontos, e considerando que fomos pais à 5 meses, a nossa situação financeira acabou por se tornar um pouco mais complexa e dado que existe a possibilidade de ela ficar desempregada a médio/curto prazo... a situação é um pouco desesperante.

    Assim, peço-lhes encarecidamente o vosso conselho e recomendações.

    queremos apresentar oposição à injunção, daí precisarmos de um bom advogado de forma a garantir uma resposta incontestável.

    Moramos no Montijo, podem recomendar um advogado nessa zona, se possível que seja sensível à nossa delicada situação financeira?

    Provavelmente precisaremos de testemunhas.
    têm conhecimento de alguém que esteja ou tenha estado na situação, ou que precise também de testemunhas?

    Conhecem mais alguém que nos possa ajudar?

    Agradeço desde já toda atenção e disponibilidade que tiverem para dar a este assunto

    Luis Castanheira
    spart0@gmail.com

    ResponderEliminar
  48. boa tarde

    também eu preciso urgentemente de ajuda. recebi ou melhor recebeu a minha entidade patronal uma execução de penhora de quase 7000€ do meu vencimento a 28 de out. de 2011.nunca recebi nenhuma injunção do tribunal será que é legal???? já me dirigi a um advogado que nada me soube esclarecer sobre o assunto. se me poderem facultar contacto de algum advogado que saiba o que se pode fazer neste caso agradecia com alguma urgência. até esta execução de penhora não tinha conhecimento de que tinha contrato com esta maldita empresa, como alguns dos casos que verifiquei neste blog. estou quase disposta a pagar isto tudo. não sei como hei-de agir.Talvez a D. Aida ou Sr. Pedro Alves me possa ajudar.
    contactem me através deste e-mail sandral@sapo.pt
    com urgencia!!!!

    ResponderEliminar
  49. Boa tarde,

    O seu caso não é o único em que isso aconteceu!
    O que está a acontecer na realidade é o seguinte:
    Grande parte dos "sócios" do KEY CLUB ao mudarem de residência, perderam por complet qualquer contacto com a empresa PALME II, S.A., a qual, após a insolvência, reduziu drasticamente o envio de correspondência aos seus associados.

    Todavia, em virtude da aprovação do Plano de Insolvência da PALME II, S.A., a política seguida é a de cobrar todas as "dívidas" existentes.
    Assim, foram remetidas notificações de injunções e de Processos Executivos de Penhora para as ANTIGAS MORADAS dos sócios, sem que lhes tenha sido dada uma oportunidade de exercerem o seu direito de defesa!

    Deste modo, muitas pessoas, no dia 28 de Outubro de 2011 tiveram conhecimento de que as suas entidades patronais tinham sido notificadas pelo solicitador MÁRIO PELICA no sentido de realizarem a penhora de 1/3 dos salários.

    É claro que existe aqui uma flaha do Agente de execução, porque, se ele tem acesso às bases de dados das finanças e da Segurança Social dos visados, então porque motivo continua a enviar as norificações de penhora para as antigas moradas?
    Será mesmo para não haver qualquer tipo de OPOSIÇÃO?

    João Pereira

    ResponderEliminar
  50. Boa noite.

    Obviamente que encontrei este blog pela mesma razão que todos os outros, que saúdo desde já.

    Sou "apenas" mais uma dos 21.000 burlados por esta entidade medíocre, mas ao contrário de algumas situações que aqui li e às quais dediquei toda a atenção, eu tenho as dívidas saldadas até à data e só com a anuidade apresentada de 2011/2012 é que dei conta no que realmente estava metida.

    Passo a contar:
    Em 2006 assinei contrato com o Key Club, efectivamente, e durante os 4 anos contratados paguei a mensalidade (€ 114,00) e a respectiva anuidade - sempre nesta altura (Novembro).

    Nunca usufrui de rigorosamente nada (pensei sempre "problema meu") mas sempre paguei, no entanto este ano, quando recebi a carta com o valor desta anuidade não queria acreditar no valor (€ 97,00, quando o ano passado foi € 78,50). Para além disto, uma vez que de facto nunca usufrui e não faço intenções de usufruir, falei com o meu marido e como na carta dizia que se quisesse antecipar a anulação do contrato, que os contactasse, assim fiz.

    Qual não foi o meu espanto quando me dizem que o meu contrato é até 26/07/2021 (???) e que para antecipar o referido contrato teria de pagar 5 anuidades (porque ainda me estão a facilitar!!!) ao preço de 2010, ou seja, a módica quantia de € 392,50 até dia 30 de Novembro de 2011.

    Como está completamente fora de questão, apenas e só porque é um ROUBO, gostava que me pudessem dar uma ajuda do que poderei fazer.

    Muito obrigada!

    Deixo também o meu e-mail, caso me queiram contactar pessoalmente:
    xana.carvalho.brito@gmail.com

    ResponderEliminar
  51. Boa tarde
    No meu caso ainda não recebi nenhuma carta pois até agora paguei todas as anuidades.
    Este ano decidi acabar com a vinculação a esse dito clube, tentei Telefonar, mas ninguém atende
    mande um email, em resposta recebo que terei de pagar esta anuidade no valor de 97 Euros e como o meu contrato termina em 2016 teria de pagar mais metade das anuidades a vencer até 2016 que seriam no valôr de 237.60, mais os 97 euros deste ano, mas só até dia 30 de Novembro, caso contrário teria de pagar todas as anuidades até 2016
    Quero acabar com esta farsa pois nunca usufrui nada com o Key club, além de não mandarem informação nenhuma, quando eu a pedia era sempre mais cara que a concorrência.
    Agradecia que me elucidassem sobre o que devo fazer
    Obrigado
    jfj.alves@mail.telepac.pt

    ResponderEliminar
  52. Boa noite,

    Mais um na mesma situação da Sandra Carvalho e do João Alves.

    ResponderEliminar
  53. Carina Jesus
    Também eu e o meu marido estamos com problemas com a Key Club mas já temos injunções para responder. Gostava de saber se alguem de vocês são de Leiria?
    Obrigada
    carine27@sapo.pt

    ResponderEliminar
  54. Sérgio Fonseca
    Boa tarde, a minha situação é a seguinte, o meu suposto contrato foi em 2005, mas no meu caso eu pensei que estava a assinar algo para poder usufruir do suposto prémio que tinha ganho que me tinham informado por telefone... pediram-me NIB na altura e não dei... vim embora e passado mais de 5 anos recebo a tal carta da loja juridica com mais de 6000€ de divida, reclamei e disse que não tinha assinado nenhum contrato de boa fé, não conhecia clausulas nenhumas, nao tinha nada de documentaçao deles, nem cartão nem usufrui de nada, pelo que percebo como não dei o NIB na altura nunca mais me enviaram nada nem me disseram nada anos e anos. Respondi a injunção através do advogado, foi marcado o julgamento para 3 de Outubro deste ano, julgamento esse que eles no dia anterior desistiram do processo... o juiz até me disse vá descansado e esqueça esta burla.. é TUDO feito de má fé.. nenhum contrato deles pode ser considerado válido em tribunal...começa tudo no tal pressuposto de termos ganho um prémio.. etc etc..pensei que estava definitivamente livre, e recebi à 2 semanas uma carta de injunçao a pedir a nuidade de 2010, já me opus obviamente através do advogado, mas com isto tudo estão constantemente a obrigar-me a gastar dinheiro para me defender, pageui 350€ da primeira vez de custas, agora mais 102 €... e agora recebo uma carta normal deles a pedir-me 97 € da anuidade de 2011/2012.. de um contrato que simplesmente não existe, na primeira carta da loja juridica penso que falava em 5 anos.. agora ja me pedem anuidade de 2011/2012.. obviamento nao vou pagar NADA e espero que tuda a gente não o faça pois se chegar a tribunal eles desistem ou perdem sempre.. Nºao sei é como me ver livre de uma vez por todas das cartas de injunçoes pois certamente receberei outra por causa da dita anuidade de 2011/2012 que não irei pagar..isto tudo é surreal, temos de mover processo contra eles ( administradores).. será que não posso reaver o dinheiro que gastei para me defender visto que eles depois desistem no dia do julgamento?
    Como podem pedir anuidade de um contrato que eles reclamavam em tribunal que eu devia 6000 € que eu contestei e em tribunal desistiram do processo mostrando com isso que não existe nenhum contrato válido e me veem pedir anuidades de uma coisa que nao existe?
    Cumprimentos a todos
    Sergioalexfonseca@hotmail.com
    932845796

    ResponderEliminar
  55. Volume de Negócios da Palme II, S.A.
    2011 - (?)
    2010 - (?)
    2009 - 489.169,77 €
    2008 - 3.727.497,71 €
    2007 - 6.794.855,31 €
    2006 - 8.067.124,24 €
    2005 - 10.330.898,85

    ResponderEliminar
  56. boa noite.
    infelizmente sou um de vós. assinei o contrato com promessas de tudo e mais alguma coisa. paguei o dito cartão em prestações até que tentei usar os serviços que me tinham vendido, mas afinal estava restrito ao que eles queriam e os preços eram muito mais caros do que numa agência de viagens normal. nunca paguei anuidade. cheguei a receber ameaças por sms, mas ignorei sempre. o meu contrato foi feito em 2002. agora recebi uma carta do balcão nacional de injuçao para o pagamento da anuidade de 75€ + juros 2.74€ + outras quantias 39.6€ referente ao período de 2010-12-01 a 2011-10-13. a minha duvida é:
    vale a pena pagar a um advogado para apresentar defesa? ou como o valor não é considerável, deixo andar?

    Obrigado pela vossa atenção
    navigator_r@hotmail.com

    ResponderEliminar
  57. Boa noite,
    Deixar andar, como se nada fosse, é o pior erro que poderá cometer! É que "esse pequeno valor", se não fizer oposição, irá dar lugar a um Processo Executivo - Penhora, e eles irão somar automaticamente 385,00 € de comissão do solicitador...

    Portanto,ou se paga o valor requerido pela empresa Palme II ou se faz oposição à Injunção remetida pelo Balcão Nacional de Injunções.

    ResponderEliminar
  58. TENHO A CERTEZA QUE PESSOAS MUITOS BEM COLOCADAS NAS TELEVISÕES EM PORTUGAL PERTENCEM A ESTA REDE MAFIOSA DA PALME- MILHARES E MILHARES DE PESSOAS ENGANADAS E NADA NA TV. E CHEGA SE AO CUMULO DO RIDÍCULO . . . PAÍS CORRUPTO E SEM SENSIBILIDADE

    ResponderEliminar
  59. Boa tarde
    Infelizmente sou mais uma vitima desta burla, pelos vistos bem montada, assinei um contracto em Junho de 2008 e já está liquidado, infelizmente, nunca usufrui nada deste cartão fiz vários e-mail para a dita agência Palme/Key Club a pedir o envio dos programas de férias 2009/2010/2011 e nunca me enviaram nada, mas como não tenho tido tempo(€€€)para fazer umas férias não fiz muito caso dos programas que a referida agência tinha obrigação de me enviar que é uma cláusula que se encontra no contracto.
    Infelizmente paguei todas as anuidades, em Novembro de 2011 recebi a carta para fazer o pagamento da anuidade, qual é o meu espanto o valor passou de 78,50 para 97,00, sem ai nem ui, o que fiz foi não pagar. Agora recebi uma carta da Loja Jurídica assinada por um Advogado Miguel Freitas, deve de ser igual ás que todos os sócios que não pagam recebem, entretanto fiz uma carta a pôr termo ao contracto alegando incumprimento contractual aguardo resposta a essa carta.
    Gostaria que alguém me ajuda-se sobre o que devo de fazer quando receber a tal carta da Injunção, que devo de estar a receber mais dia menos dia, parece que só tenho 15 dias para fazer a minha oposição e como não tenho muitos (€€€) para gastar com um advogado pode ser que alguém me ajude como fazer a oposição.
    Estou disponível para me juntar aos sócios que queiram levar estes burlões até ás ultimas consequências, não podem ficar impunes, depois de terem recebido tantos milhões e ainda querem receber mais, gente de MÁ FÉ tem que ser punida judicialmente e os seus nomes divulgados na praça publica.
    Quem poder agradeço que me dê mais umas dicas
    Obrigada a todos.
    O meu nome Jacinto Santos sou de Évora
    contacto: jacinto.a.santos@hotmail.com

    ResponderEliminar
  60. PRECISO DE AJUDA EM RELAÇÃO AO GRUPO PALME...

    Eu e dois colegas assinaram um contrato com a palme... apanharam-nos quase 4500 euros. O ano passado fomos ameaçados por um advogado para pagar 450 euros devido a despesas anuais e pagamos... Ontem fomos notificados em mais 148 euros e com ameaças...

    Agora para acabar este contrato temos de pagar uma quantia... Isto foi uma vigarisse...

    O que nos pode acontecer se não pagarmos??? O dinheiro que já gastamos já dava para umas boas férias...

    As regalias de ter este cartão foi nunca usufruir porque ficava sempre mais caro do que outras agências de viagens... foi no que resultou esta dor de cabeça...

    NUNCA CAIAM NESTAS TRETAS COMO NÓS CAÍMOS... NINGUÉM DÁ NADA A NINGUÉM...

    ResponderEliminar
  61. Boa tarde,

    Se não pagarem o valor de 148 euros, deverão receber uma INJUNÇÃO, remetida pelo Balcão Nacional de Injunções.

    Nesse momento, existem duas opções:

    1) Pagar o valor exigido, podendo ser renegociado - por exemplo, negociar para pagar somente o valor da anuidade, excluindo-se a penalização de 50% e os juros;

    2) Não pagar, deduzindo Oposição à Injunção, por meio de Requerimento dirigido ao BALCÃO NACIONAL DE INJUNÇÕES.

    Atenção aos prazos!

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  62. Boa tarde Sr. João.

    Pode informar em que ponto de situação se encontra o processo de insolvência? Se eventualmente for declarada a falência da empresa, terei que proceder a qualquer tipo de pagamento....julgo que não!??

    Agradeço desde já a sua resposta.

    Lúcia

    ResponderEliminar
  63. Foi aprovado o Plano de Insolvência para a Palme II, S.A. encontrando-se prevista uma duração de 8 anos.

    A empresa Palme II, em virtude da cobrança coerciva de diversos valores, conseguiu obter receitas extraordinárias, pelo que a eventual declaração de falência da empresa não se perspectiva como próxima...

    ResponderEliminar
  64. TRIBUNAL DO COMÉRCIO DE LISBOA

    "A PALME II encontra-se impossibilitada de cumprir
    as suas obrigações vencidas
    e , de facto, não as vem cumprindo,
    situação irreversível dado que
    HÁ CINCO ANOS que a sociedade
    não exerce qualquer actividade."

    ResponderEliminar
  65. TRIBUNAL DO COMÉRCIO DE LISBOA

    *****

    "Entende a PALME II ser possível a sua viabilização
    com uma moratória no pagamento das suas dívidas,
    recuperação essa que depende da recuperação
    da sociedade PALME VIAGENS E TURISMO, S.A.,
    empresa do mesmo Grupo e que na mesma data se apresentou
    à insolvência."


    - DÍVIDAS DA PALME II - € 3.961.265,45

    ResponderEliminar
  66. JUÍZOS DE PEQUENA INSTÂNCIA CÍVEL DE LISBOA

    Proc. N.º 257544/11.7YIPRT


    Massa Insolvente de Palme II - Comercialização de Cartões de Desconto, S.A., com domicílio no Campo Grande, n.º 28, 3.º C, Lisboa, instaurou... injunção, contra Rui dos Santos Braz Bernardo (...) pedindo a condenação do R. a pagar-lhe a quantia de 79,20 euros (...)

    FUNDAMENTAÇÃO DE DIREITO

    Os contratos devem ser pontualmente cumpridos - artigo 406.º do C.C. -
    o que a Massa Insolvente de Palme II não fez.

    (...) seria atentatório da Boa Fé, consistindo num verdadeiro Abuso de Direito, ou, pelo menos, num Enriquecimento Sem Causa (artigos 334.º e 473.º, n.º 1 do C.C.).

    Durante anos, entre 2007 e 2013, a Massa Insolvente de Palme II
    não proporcionou ao R. quaisquer serviços (...)


    DECISÃO

    Pelo exposto, julgo a ação improcedente e decido absolver do pedido o réu, Rui dos Santos Braz Bernardo.

    Mais, decido condenar a Autora, MSSA INSOLVENTE DE PALME II - Comercialização de Cartões de Desconto, S.A., como litigante de má fé
    na multa de 2 UCs. (€ 204,00)

    ResponderEliminar