segunda-feira, 27 de junho de 2011

Informações Gerais - Burla Key Club - Palme II

Boa Tarde a todos,

Antes de mais quero pedir desculpas por não conseguir responder a todos os pedidos e informações. Quero agradecer especialmente ao João Pereira que gentilmente tem respondido a muitas questões que estão a ser colocadas por todos os leitores e lesados da Palme II. É impressionante o crescimento exponencial que o blog está a ter e consequentemente o número de pedidos de ajuda. O blog passou de aproximadamente 700 visualizações em Abril para 3000 em Junho. Triplicou em 2 meses a consulta pelos leitores o que demonstra uma enorme procura e necessidade de ajudarmos a todos uns aos outros, visto que começa a ser dificil conseguir responder a todos em tempo útil.
Relativamente aos pontos levantados pelos leitores quero relembrar e alertar para as seguintes questões fundamentais e que têm questionado várias vezes:
  •  Carta de Injunção – a carta de injunção é emitida pelo Banco Nacional de Injunções e tem um prazo de 15 dias para a apresentação da respectiva oposição. Esta carta vem apresentar um incumprimento contratual geralmente respeitante ao não pagamento das anuidades ou das prestações que não foram pagas. Devem apresentar oposição se de facto conseguirem apresentar argumentos e factos válidos para o efeito (que de certeza que encontrarão). Vejam p.f. os outros posts neste blog que têm informações importantes para as vossas oposições. Aconselho a consultarem um advogado que vos auxilie apesar de já termos tido casos em que foi possível ganhar o caso sem advogados. No entanto, é mais dificil e “cada caso é um caso”. É importante informarem-se devidamente e com antecedência para que consigam construir adequadamente as oposições. A oposição deverá ser remetida ao próprio Banco Nacional de Injunções.
  • Carta de Solicitador (Penhora) – As cartas do tão falado solicitador Mário Pelica são referentes a execução de penhora de bens. Estes casos são muito graves e sensíveis e requerem rapidamente ajuda juridica. Geralmente estes casos aparecem porque não foi apresentada oposição á injunção (referida no ponto anterior). Solicitem com a máxima urgência o auxilio de um advogado para analisarem o vosso caso porque é fundamental responder em tempo útil á execução, caso contrário os vossos bens são penhorados! Se não receberam nenhuma injunção antes da execução, pode ser apresentado um requerimento, bem como se houve alteração de morada e a injunção não foi recepcionada no devido tempo. Informem-se urgentemente com um advogado. Cada caso tem de ser devidamente analisado por um advogado que consiga reunir a informação correcta e os factos que consigam anular a execução ou adiar de modo a apresentar a oposição a tempo.
Os contactos do solicitador Mário Pelica são estes:
Mário Rodrigues de Melo Pelica
Telemóvel: 965 543 362
Telefone: 214 321 784 // Fax: 214 321 785 // Email: 3884@solicitador.net
  • Prazos para Oposição – Os prazos para oposição são 15 dias úteis após a ASSINATURA DO AVISO DE RECEPÇÃO. A carta de injunção vem registada com aviso de recepção e o prazo para apresentação da oposição é de 15 dias após a sua assinatura. Para a Oposição á Penhora, aqueles que acham que devem fazer oposição porque consideram que não são devedores devem apresentar a oposição no prazo de 15 dias, por meio de carta registada com aviso de recepção, dirigida ao solicitador Dr. Mário Pelica. Tenham MUITA atenção aos prazos! Estes são críticos para o decorrer do processo e para que não se agrave a situação!

Recolham o máximo de informação possível e leiam bem os vossos contratos para verificarem as cláusulas onde eles estão em incuprimento. Toda a informação / documentação que possam guardar e juntar para o processo é fundamental para provar a razão da vossa oposição. Não dispensam da ajuda de um advogado. Se não conseguem pagar, tentem através da Segurança Social um advogado que vos possa ajudar.
Insistam nos contactos com a Palme com os Solicitadores, e enviem cartas com aviso de recepção para provar que enviaram e que eles receberam. Se eles não atendem ou não respondem, pelo menos vocês têm o comprovativo de que alguem assinou a sua recepção.
Por último aconselho vivamente a explorarem este blog que já tem muita informação para vos ajudar. Vejam os vários posts e seus comentários para visualizarem a informação que outros leitores estão a colocar. 
Muito Obrigado a todos pelos vossos contributos.

E para terminar, NÂO DESISTAM! Lutem pelos vossos direitos e com muita força e coragem acreditem que conseguem derrotá-los!

Cumprimentos,

Pedro Alves

102 comentários:

  1. Boa tarde,

    Primeiramente desejo elogiar o Pedro Alves por estas "Novas Informações" que estavam a fazer falta, a título de "síntese" dos muitos esclarecimentos que têm sido dados!

    Aproveito para fazer uma pequena observação:
    As Notificações de Injunção não estão a ser enviadas com AVISO DE RECEPÇÃO mas apenas com PROVA DE DEPÓSITO. Portanto, quando recebemos a Injunção não assinamos qualquer aviso de recepção, mas os serviços postais dos CTT informam o Balcão Nacional de Injunções da data de depósito da carta!

    Assim, é a partir da data certificada pelo distribuidor postal que começam a contar os 15 dias.

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite,
      Estou desesperada!
      Penso que o meu caso é semelhante a muitos que li aqui. Nao sei que fazer e sinto-me impotente.
      Há cerca de 10 anos, por morte do meu tio, a minha tia ofereceu-me o seu cartão do key clube, pois ela sozinha, sem o meu tio, nunca mais iria usufruir dele. Aceitei. Paguei a primeira prestação, cerca de 78 euros, e quando fui para usufruir da semana de ferias a que tinha direito, puseram-me todas as dificuldades e mais alguma e acabei por nada usufruir. No ano seguinte recusei-me a pagar. Comecei a ser assediada e forçada a pagar. Prometeram-me mundos e fundos, mas na hora de cumprirem era tudo mentira.
      O tempo foi passando, nunca mais paguei, nunca recebi quaisquer panfletos de publicidade.
      Um dia (talvez há 4 anos atrás, 2009) recebo uma carta do Tribunal. De imediato entreguei ao meu advogado. Fui 2 vezes a Tribunal mas ninguém do key clube compareceu. Por fim foi ditada a sentença em que eu tinha ganho a oposição e nada tinha a pagar ao key clube.
      Há 2 meses atrás (Junho 2013) recebo, no meu local de trabalho, uma ordem de penhora, da parte desse Mário Pelica, para que 1/3 do meu ordenado fosse penhorado, sem qualquer aviso prévio. Entreguei ao meu advogado que diz NADA poder fazer. Assim, estou a ser penhorada em 1/3, durante cerca de 10 meses, sem entender porquê, se em Tribunal TUDO ter ficado resolvido há cerca de 4 anos.
      Peço encarecidamente a alguém que me elucide do que está a acontecer e O QUE devo fazer. Mil obrigadas..
      Susybrammer@yahoo.com
      Tm: 96 259 63 65

      Eliminar
  2. Olá a todos

    Como verifiquei pelo conteudo anterior, não é necessária assinatura de um qualquer aviso de recepção.
    Afigura-se-me de inteira injustiça.
    Como se prova de que a pessoa tomou conhecimento?
    Pessoas há de que nem sempre estão na morada que foi fornecida.
    Eu, a exemplo, encontrando-me aposentado, e por isso ausento-me periodos longos da minha habitação dita como principal.
    Logo, a existir e fizer fé esse tipo de comuniçação, torna-se injusta por falta de conhecimento para o cabal cumprimento daqueles prazos.
    Como resolver?
    Alguem acaso me sabe dizer?

    Grato pela atenção

    Cumprimentos

    Carlos Cêa


    (cea.carlos@gmail.com)

    ResponderEliminar
  3. Olá!

    Concordo que é uma injustiça não ser obrigatório existir uma prova real em como a pessoa recebeu efectivamente uma notificação.

    No meu caso, expôs a situação ao Balcão Nacional de Injunções, solicitando esclarecimentos porque motivo a Notificação de Injunção tinha sido remetida para a minha antiga morada e a informação que me foi prestada foi, porque era a morada indicada pela exequente (Key Club)e que a mesma constava no Contrato! Informei, após isso, que eu tinha notificado o Key Club da minha Nova Morada, por escrito, porque motivo isso não foi levado em conta. A resposta foi que o BNI procedeu em conformidade com a Legislação.

    Por isso mesmo, na minha Oposição à Execução, invoquei como fundamento a NULIDADE DA NOTIFICAÇÃO, porque, previamente tinha informado a exequente, por escrito, da alteração do meu domicílio.

    Por isso mesmo, aleguei que o Key Club agiu de má fé, omitindo expressamente o conhecimento da minha nova morada, tendo em vista a obtenção de um Título Executivo sem hipótese de qualquer tipo de oposição!

    Notifique também da ocorrência a COMISSÃO PARA A EFICÁCIA DAS EXECUÇÕES, não tendo, até à presente data, obtido qualquer tipo de resposta!

    Mais recentemente, reportei esta mesma ocorrência para a Provedoria da Justiça, aguardando que me seja dada uma resposta no dia de hoje.

    Guardei como prova, em suporte digital e em papel, as diligências que tomei e as respectivas respostas, não seja o caso de "alguém" vir a dar o dito por não dito...

    Pessoalmente, acho que algo de muito errado se passa com a nova legislação da Acção Executiva: foi simplificada de forma extrema, em defesa dos interesses dos credores, sem o devido respeito e consideração dos interesses dos consumidores!

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  4. Olá,

    Encontrei esta informação, que convém ser levada em consideração para quem decida deduzir OPOSIÇÃO À EXECUÇÃO:

    2.5. O recurso a profissional do foro

    Nas acções executivas de valor superior à alçada do Tribunal da Relação (€ 14 963,94) é sempre obrigatória a intervenção de advogado.

    Nas acções executivas de valores compreendidos entre € 3 740,99 e € 14 963,94, só é obrigatória a constituição de advogado quando tiver sido deduzida oposição à execução ou quando haja lugar a qualquer outro procedimento que siga os termos do processo declarativo.

    Nas acções executivas de valor igual ou inferior a € 3 740,98, não é obrigatória a constituição de mandatário, mesmo que haja oposição à execução, podendo as várias partes intervir no processo.

    No site que pesquisei sobre a "Acção executiva" não consegui aferir se esta é uma informação actualizada, porém, para não haver surpresas desagradáveis, convêm que se informem, se decidirem apresentar Oposição à Execução e o valor exigido for superior a 3.740,00 €.

    Se alguém puder confirmar a validade ou não desta informação, poderá ser útil.

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  5. Continuação do comentário anterior:
    Fonte: Henrique Doroteia - Advogados

    © www.Advogado24h.com

    "É autorizada a reprodução para uso pessoal (ou seja, para fins educativos, de investigação, de estudos pessoais ou de circulação interna numa organização) ou para difusão não comercial posterior a utilizadores finais mediante a indicação explícita de Henrique Doroteia – Advogados, e da fonte e a inscrição da seguinte declaração de exoneração de responsabilidade:
    «Só faz fé a legislação Portuguesa, da União Europeia e Angolana, publicadas na edição impressa do Diario da Republica, Jornal Oficial da União Europeia e Diario da Republica de Angola, respectivamente."

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde,

    Constatei que um leitor comentou que contactou a Secção Geral de Execuções de Lisboa, onde obteve a confirmação de que lhe tinha sido instaurado um Processo de Execução.

    Esta informação suscitou-me uma dúvida, pelo que se alguém me puder esclarecer ao respeito, agradeço. Efectivamente a quem deve ser dirigida a OPOSIÇÃO À EXECUÇÃO?

    1) Ao Solicitador de Execução, nomeado pelo Tribunal;
    2) À Secção Geral de Execuções de Lisboa;
    3) ou, é indiferente, existindo o dever do Agente de Execução de reencaminhar a Oposição deduzida para o Órgão competente?

    A relevância desta questão prende-se com o prazo dos 15 dias para deduzir a oposição.

    João Pereira

    ResponderEliminar
  7. Viva,

    Relativamente aos prazos de apresentação de oposição, informei-me e podem ser das duas formas, dependendo de como foi enviada a carta da injunção:

    - Se foi com aviso de recepção contam 15 dias CONTINUOS a partir da assinatura.
    - Se não houve aviso de recepção contam também 15 dias CONTINUOS a partir da data do depósito.

    Para melhor informação pode-se fazer a consulta no site dos CTT por procura de Objectos e através do código que vem na carta verificar a data respectiva.

    Cumprimentos,

    Pedro Alves

    ResponderEliminar
  8. Assunto: A empresa PALME insolvente mas o site www.keyclub.pt continua a mentir!!!

    "Atenção: O Key Club faliu e os Sócios continuam a pagar!!!
    É verdade: o Grupo Palme está em insolvência, despediu os funcionários (sem lhes pagar) e os Sócios continuam a pagar os cartões, sem se aperceberem do que aconteceu.

    O que é pior: os Sócios receberão uma carta a cobrar as Despesas Administrativas (€ 78,50)... sendo o dinheiro arrecado usado no pagamento das dívidas à CREDIBOM e outros credores.

    Neste momento os serviços do Key Club estão encerrados, trabalham apenas na sede em Lisboa alguns advogados e outros funcionários a dar o ar de que "está tudo normal".

    Os Sócios só irão aperceber-se quando forem fazer reservas de Hóteis.

    Unam-se e lutem senão será tarde demais!"

    Resolvi parafrasear esta notícia "sensacionalista" por uma simples razão: alertar que quando prestarmos informações, convém que as mesmas sejam fiáveis e credíveis, não mera especulação! A notícia supra-citada dizia "logo a seguir às cobranças a empresa PALME vai fechar portas" - porém, todos nós sabemos que não foi assim e ainda continua a atormentar os Associados do Key Club!

    Nesse aspecto, tenho a elogiar o trabalho do Pedro Alves, porque além da importância da criação deste blogue, tem colocado no mesmo Informações e Factos muito úteis, além de esclarecimentos adicionais!

    Compete a cada leitor que acede ao blogue, saber tirar proveito do mesmo e saber que não está sozinho na luta Contra o Key Club.

    ResponderEliminar
  9. Tomo a liberdade de salientar algo que julgo fundamental para qualquer oposição:
    "Possível ajuda: Factos"
    Direito à informação em particular,
    Direito á informação em Geral e
    Direito á protecção dos interesses económicos -
    Violação dos Artº 7, Artº 8 e Artº 9 do D.L. 63/2003 com os seguintes factos:

    • Retirada pela Palme da funcionalidade Key Points, regulamentada no documento contratual entregue e adquirida automaticamente pela adesão ao cartão;
    • Falta do envio da informação periódica;
    • Falta de actualização periódica do Manual de Descontos e respectivo envio aos Sócios, contrariando os pontos: 24. b), c), d), e) e g) do contrato;
    • Não envio de informação actualizada anualmente acerca do valor económico do Cartão Key Club Premium;
    • Ausência de informação prestada pela Palme II sobre o processo de insolvência;

    A estes factos, eu acrescentaria:
    1) Cancelamento do envio do Guia de Hóteis de Portugal Para Sócios, de harmonia com o Objecto do Contrato (2.ª Cláusula);
    2) Descontinuação do envio regular da "Newsletter" do Key Club;
    3) Supressão do site do Key Club de toda e qualquer informação referente ao KEY CLUB HOLIDAYS - Terrace Club, Armação de Pêra, no Algarve - anterior "bandeira publicitária" do Key Club.

    Na verdade, se alguém ler atentamente a 24.ª Cláusula do Contrato, verificará que as ANUIDADES agora exigidas eram para pagar tudo aquilo que acima foi referido!

    Ou seja, eles estão a exigir o pagamento de anuidades por serviços que eles cancelaram desde Setembro de 2008!

    Cumprimentos,

    João Pereira

    ResponderEliminar
  10. Sr. Pedro Alves,

    Agradeço que nos informe a melhor maneira de lidar com esta situação.
    Hoje, fomos contactados pela key club, para fazermos acordo do pagamento, uma vez que enviamos fax no dia 21 de junho para tentar fazer acordo, com medo da penhora. Agora não sabemos o que fazer ao certo.

    Ficamos a aguardar que nos ajude da melhor forma.

    Obrigada

    ResponderEliminar
  11. Ola Bom dia!

    Tal como todos, também fui lesada pela key Club, a actual palme II,mas no meu caso não assinei qualquer contrato o documento que me ligasse a key Club. Embora no meu processo apareça um contrato que no processo diz ter sido assinado por mim. Só soube de todo o processo que se movia contra movia através de uma carta que foi enviada para o meu local de trabalho, onde a minha entidade patronal era informada que teria de me penhorar um terço do ordenado, e esse terço teria que ser depositado na conta do solicitador Manuel Vaz Sampayo. quando fui confrontada com tal informação fiquei estupefacta, foi como se me tive-sem atirado um balde de agua fria. Procurei de imediato um advogado, que só me dizia para me preocupar, que tudo se iria resolver, e que desde 2006 até 2009 nada fez para me resolver a situação deixou passar todos os prazos, não houve qualquer pagamento, para o respectivo advogado uma vez que ele não queria, nem aceitava que lhe pagasse. Posteriormente Contactei outra advogada, que já consegui que fizesse o teste da caligrafia por 2 vezes, embora ainda não tenhamos recebido os resultados, graças ao anterior advogado, foi me penhorado o carro que tinha, uma vez que me encontro desempregada, mas embora o carro tenha sido penhorado e não pode-se andar com ele, a key Club não queria o carro e sim dinheiro. Ou seja penhoraram o carro para me obrigar a pagar algo que não pedi e muito menos usufrui. Agora estou à que o carro seja leiloado e que o valor do leilão cubra o valor da suposta divida que no inicio era de quase 7000€ e após a penhora dos ordenados, se encontra em 4600€. Já não sei o que fazer, nem entendo como isto tudo aconteceu, e nem sei porque razão não se faz justiça no nosso país...

    Cumprimentos

    Rute Fialho

    ResponderEliminar
  12. Boa tarde a todos.

    Sou Advogado e porque esta semana me "caíram" duas vitimas, como vocês no escritório, espero ajudar no que me for possível. Então o que se passa, pelo menos aparentemente, é o seguinte, estes contratos por serem celebrados fora de estabelecimento comercial permitem a quem o outorga um prazo durante o qual podiam ter denunciado sem qualquer implicação ou custos para vocês sem que tivessem sequer que justificar porque o faziam (14 dias após a sua assinatura). Mesmo depois deste prazo podiam anular o negócio porque normalmente estes contratos (impregnados de vícios legais) são contratos tipo-adesão em que quem os assina só se limita a isso mesmo, a assinar um contrato que na maior parte das vezes é ilegal por não estar de acordo com a Lei do consumidor e com o Decreto Lei dos contratos à distância ou celebrados fora do estabelecimento comercial, basta por exemplo como naqueles que tenho lido não informar o consumidor de que pode "dar o dito pelo não dito" dentro do prazo que acima referi, são anuláveis ou mesmo nulos por vezes.
    Agora o que também acontece é que vocês celebraram 2 contratos: um com a PALME e outro com a Credibom (contratos coligados porque dependem da validade um do outro reciprocamente). Ao que sei são aliciados em cerca de 5.000 euros (pagos pela Credibom à Palme, sendo que v/ ficam a pagar ao banco em prestações) e depois ainda pagam uma anuidade durante 15 anos, na ordem dos 70-80 euros ano (atenção que se não denunciarem o contrato o mesmo renova-se por mais 15 anos). Ora estes contratos como vos digo eram facilmente atacáveis porque, repito, cheios de abusos legais (para não falar na forma como são quase obrigados ou coagidos a assina-los).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite,

      Recebi uma notificação de penhora de salário no meu local de trabalho. Lembro-me sim se ter assinado em 2005, "algo", que nunca recebi, nem contrato, nem cartão, e tenhbo neste momento 5600 euros para pagar. Há 3 meses atras recebi uma carta da loja juridica para pagar 145 euros e para não ter problrmas efetuei o pagamento, entretanto recebo esta notificação no meu local de trabalho. Por favor alguém me pode ajudar.
      carla.rodrigues.82@gmail.com

      Eliminar
  13. O problema é que pelo que me apercebo quer com vocês (maior parte) como com os meus clientes, vocês receberam as cartas dos Tribunais e nada fizeram e isso é o primeiro e gravíssimo erro, porque ainda que eles não tenham razão vocês ao não contestarem ou deduzirem oposições estão a, mais uma vez, " entregar de mão beijada o ouro ao bandido", porque depois de haver sentença judicial a condenar-vos e esta já não seja passível de recurso nada pode ser feito.

    Há agora aqui um pormenor que é preciso ter atenção: a PALME neste momento está Insolvente, ou seja, porque tinha dividas (à Credibom e outros) e não as conseguiu pagar ou negociar, pediu ela própria a sua insolvência, o que em termos gerais significa que quem é responsável pela sua gestão é o Administrador da Insolvência Dr. José Luís Caetano Marques, Rua Padre Luís Aparício, n.º 9, 2.º Dto., 1150-248 Lisboa, que se o contactarem certamente vos poderá tirar alguma dúvida embora em termos de Direito, não porque normalmente são economistas. Isto em traços gerais é o que se passa, mas como compreenderão cada caso (dos vossos) é um caso, porque os contratos e demais documentos têm de ser analisados muito atentamente. E terei obviamente de voltar a ver a lei como diz o povo "com olhos de ler".

    Aproveito a oportunidade para vos deixar o contacto do meu Querido amigo e Ex-Prof. Mário Frota que é só, para mim, das pessoas a nível Europeu que mais sabe de "Direito do Consumo", que para além de um excelente conhecedor da matéria é uma joia de pessoa e tem uma coisa em comum com vocês...nutre por razões obvias, um ódio de estimação contra a PALME e outras que tais que insistem em levar pessoas honestas a comprarem coisas que nem sabem muito bem o que é, sem que sejam esclarecidas do que estão a fazer (para não ir mais longe na linguagem) de forma despudorada.

    Em suma:
    1 - Atenção aos prazos;
    2 - Nunca ignorar uma carta do Tribunal;
    3 - Consultar um Advogado "especializado" em Direito do Consumo; (ver site APDC CONSUMO);
    4 - Pelo menos denunciar o contrato do cartão para o termo do prazo, sob pena de o mesmo se renovar por mais 15 anos (mas não pagar mais nenhuma anuidade, salvo se não contestaram as injunções, porque a PALMe depois da Insolvência pelo menos, "pode" não estar a cumprir com o contrato...)
    5 - Se não tiverem como pagar a Advogado, podem sempre pedir apoio judiciário na Segurança Social, que vos nomeará um...);
    6 - Podem contatar-me e estarei ao V/ inteiro dispor para ajudar no que for preciso e estiver ao meu alcance... gosto tanto deles como vocês;
    7 - Pensarem bem se quando foram, normalmente marido e mulher, se assinaram os dois o contrato, pois o que não assinou é a V/ melhor testemunha;
    8 - Meus contatos:

    Paulo César Correia
    Advogado
    Rua Abade de Tagilde, n.º28, 3.º 4810-290 Guimarães
    Tel/Fax. 253 417 054
    paulocesar.correia@hotmail.com
    Espero ter sido útil!
    Cumprimentos

    Paulo Cesar Correia
    Advogado

    ResponderEliminar
  14. E nao há maneira de os por-mos em tribunal pois pagámos um serviço e agora estamos a pagar anuidades por um serviço que eles nao oferecem?

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde,

    Primeiramente é necessário definir claramente os serviços que o KEY CLUB deixou de prestar, de forma bem específica.

    Seguidamente é necessário declarar como INVÁLIDA a pareceria entre o KEY CLUB e a HALCON VIAGENS, visto que eles empurram as suas responsabilidades para a empresa Halcon Viagens. Ou seja, continuam a exigir o pagamento das Anuidades, mas ao mesmo tempo, dizem que a responsabilidade pelo envio de todas as Promoções e Folhetos é da responsabilidade da HALCON VIAGENS. Retêm os seus "direitos" mas descartam-se das suas obrigações.

    Aproveito para deixar a sugestão para que enviem os vossos comentários, expressando a vossa opinião sobre a parceria com a Halcon Viagens!

    joao.pereira@estradas.pt

    ResponderEliminar
  16. Olá Bom Dia!

    Como burlada pela keyclub, foi me penhorado o carro pois era o único bem que possui-a, pois estou desempregada e não me podem penhorar os salários como até então faziam. para tudo ser mais interessante acabo de receber uma carta do solicitador Manuel Vaz De São Payo, em que o advogado Vítor Teles comunica que o meu carro" Um Peugeot 206 Color Line de Março de 2002, de 5 portas a gasolina, vale a modica quantia De 1,250€", ou seja a minha suposta divida é de quase 5000€, faço o que agora?! Sera que estes burlões nunca vão ser castigados, nem ser feita justiça!?

    Cumprimentos

    ruteinfantefialho@hotmail.com

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde.
    Sou do Porto e mais uma das vítimas do Grupo Palme.
    Assim um contrato em 2004, tentei revogá-lo no mês seguinte e não consegui, tirei o dinheiro da conta para não mo levarem, enviei carta com aviso de recepção a informar a Palme e a Credibom de nao querer ter mais nada a ver com eles e que não pagaria nada por um serviço do qual nunca usufruí e dois anos depois recebi uma carta de um solicitadora para pagar a totalidade do montante do contrato através da penhora do meu vencimento.
    Contatei um advogado que nada fez para resolver o meu problema e acabei por ir ficando sem parte do salário até que tive mesmo de pagar a totalidade do montante ainda em dívida por querer comprar casa e não conseguir empréstimo bancário por no Banco de Portugal o meu nome constar como incumpridor.
    Liquidei tudo com muito custo e dei o caso por terminado, isto tudo entre 2004 e 2006.
    Agora 5 anos depois recebo outra carta a dizer que tenho anuidades do cartão em dívida sem no entretanto ter sido contatato uma única vez. Isto é legal?!

    ResponderEliminar
  18. Boa tarde.
    A carta que recebeu foi remetida pela Loja Jurídica ou pelo Balcão Nacional de Injunções?
    O melhor que tem a fazer é responder a essa carta, por meio de carta registada com aviso de recepção, visto que a empresa Palme II está a proceder a COBRANÇAS COERCIVAS dos valores das Anuidades em atraso!!!
    O Key Club, como está em insolvência, não paga despesas judiciais, por isso mesmo, através do processo de Injunção está a obter títulos executivos e a realizar Penhoras, quando não existe oposição dentro dos prazos legais.
    Por isso, mais vale prevenir do que remediar!
    joao.pereira@estradas.pt

    ResponderEliminar
  19. KEY CLUB "versus" SÓCIOS DO KEY CLUB

    Parece que o KEY CLUB está a conseguir alcançar o seu objectivo!
    Os Sócios do Key Club, apesar de insatisfeitos com o comportamento gravoso do Key Club, com medo das ameaças de Penhora, estão a fazer acordos de pagamento com os senhores do KEY CLUB!

    Afinal de contas, eles estão em falta, pelo menos desde SETEMBRO DE 2008, deixaram de Prestar os Serviços Contratualizados e mesmo assim quem está a pagar a má gestão da empresa Palme II são os Sócios!

    Será que a Lei está do lado dos faltosos, dos mentirosos e dos vendedores agressivos? Será que, afinal de contas, a palavra JUSTIÇA é uma palavra sem real significado???

    Ou seja, eles deixaram de PRESTAR OS SERVIÇOS HOTELEIROS préviamente contratualizados e ainda se ficam a rir Sócios (otários)porque continuam a pagar EM TROCA DE NADA! Isto é espantoso!
    Se é assim que anda a "justiça" em Portugal, então, o que é que nos espera?

    Pouco se me dá aquilo que o KEY CLUB diga: podem repetir uma MENTIRA 1.000 vezes, mesmo assim, continuará a ser uma MENTIRA, quer eles gostem quer não! Eles têm as palavras eu tenho os factos: será que a MENTIRA vai prevalecer sobre a VERDADE?

    João Pereira

    ResponderEliminar
  20. Boa Tarde!
    Após várias cartas que dirigi à PALME / KEY CLUB, solicitando explicações relativamente ao INCUMPRIMENTO CONTRATUAL da parte do Key Club, agora resolveram alegar que não têm que dar qualquer explicação enquanto eu tiver em "dívida" as ANUIDADES de 2009 e 2010!
    O Sr. Pedro Lopes, do Departamento de Gestão de Clientes do KEY CLUB, pelos vistos QUER "esquivar-se" a dar resposta a questões pertinentes que evidenciam a MENTIRA / BURLA DO KEY CLUB!
    Eu, porém, vou ser persistente!

    Oxalá TODOS OS SÓCIOS DO KEY CLUB exigissem o respeito pelos seus direitos,e OBRIGASSEM O KEY CLUB a cumprir aquilo que prometeram ou então, a aceitarem a RESOLUÇÃO DOS CONTRATOS sem qualquer tipo de penalização aos Sócios!
    Cumprimentos.
    joao.pereira@estradas.pt

    ResponderEliminar
  21. Que serviços prestou o key club nesses anos de 2009 e 2010? Aguém ouviu falar deles? E nos anos anteriores? As anuidades destinam-se a pagar serviços contratados e que eles nunca cumpriram. Pois que vão para tribunal e levam sopinha como tem acontecido, ainda ultimamente, a 24 de Março num acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa. Não tenham medo e avancem.

    ResponderEliminar
  22. Após varios anos sem receber informações dessas BESTAS chegou-me o mês passado uma carta a informar que deveria proceder ao pagamento de cerca de 5000 euros.
    Como não me lembrava se tinha assinado ou não algum contrato com as BESTAS, solicitei que me fizessem prova de que tinha alguma coisa assinada.
    Foi quando me enviaram um contrato assinado por mim e datado de 2004..
    Pensei...e agora passados estes anos o que vou fazer..nem sequer me lembro se rescindi, ou que fiz para rescindir...desde 2004 nunca mais houve contacto com estas BESTAS..
    Virei a casa à procura de alguma informação...alguns dias sem dormir...e encontrei uma carta registada com aviso de recepção enviada para as BESTAS...
    Essa carta estava dentro do limite legal para rescindir o contrato...por isso liguei para lá para perguntar às BESTAS qual a razão da carta a solicitar 5000 euros visto que eu tinha em minha posse um meio de prova de rescisão do contrato e que tinha sido enviada para eles ( as BESTAS)..
    As BESTAS pediram o numero do contrato e um momento para analisar a situação...e respondem: -Pois é não sei como é que o seu contrato foi para a Loja Juridica...deve ter sido um engano....
    E ficou assim esta história...mesmo tendo recebido cartas de rescisão de contrato, as BESTAS tentam ir buscar mais algum (pode ser que as pessoas tenham perdido o comprovativo da carta registada)...
    Foi este o meu breve capitulo de interacçâo com as BESTAS e espero que cresça um pinheiro atravessado na cavidade rectal de todos os que fizeram parte daquela fantochada...
    Cumprimentos e boa sorte na luta contra as BESTAS...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diz e DIZ BEM, as BESTAS QUADRÚPEDES, porque se alguém os apanha, espero ouvir nas notícias que foram encontradas valas comuns os corpos das BESTAS e CRÁPULAS que de alguma forma ilegalmente legal, (pq isto concerteza é idealizado tb por VERMES, que conhecem certas lacunas de leis neste país CÃO que não apoia quem de direito e separa o trigo do joio em várias situações, e forçam para ver o que possa dar..!!) Vejo que tudo isto advém de algum desleixe de sócios ou não, mas que, ainda assim, a justiça está conivente com estes VERMES, pois as falsificações de assinaturas que a VERME CREDIBOM, SA., apesar de saber que a maior parte destas penhoras ou injunções, não passam de "atirar barro à parede", porque de alguma forma, possam vir a lucrar algum dinheiro, dinheiro esse que a VERME CREDIBOM,SA., sabe muito bem que são mentiras e injustas para quem nunca usufuriu de um centimo que seja, da VERME key club, palme ou palme II !!!!! Isto não passa de uma tentativa de exturquir dinheiro e ainda por cima com a VERME da CREDIOM,SA., como principal suposto credor!!!! Contém comigo para de alguma forma fazê-los pagar individualmente...!!! Aos sinceros neste problema, eu peço desculpa pelos modos, mas isto tem de parar definitivamente amigos, e pelas formas supostamente legais, a justiça beneficia os corruptos e VERMES!!

      Eliminar
  23. Boa Tarde Sr. Pedro Alves!
    Na sequência da sua última "Mensagem" de 27 de Junho:
    Informações Gerais - Burla Key Club Club - PALME II
    a qual mereceu 22 comentários e certamente muitas mais consultas, nas vésperas do mês de Agosto, venho por este meio solicitar, caso tenha disponibilidade, que coloque uma nova mensagem para este mês!

    Aproveito ainda para fazer a correcção de alguma informação anteriormente divulgada:
    Os contactos do solicitador Mário R. M. Pelica são:
    Telefone: 214 214 368
    Fax: 214 212 028
    E mail: 3884@solicitador.net
    Telemóvel: 965 543 362
    (Dados constantes na Lista de Agentes de Execução, da comarca de Oeiras, no site da Câmara dos solicitadores - www.solicitador.org).

    Outro aspecto que desejo referir, a quem receba alguma carta do solicitador Mário Rodrigues de melo Pelica e pretenda deduzir Oposição à Execução, dentro do prazo legal:
    Salvo melhor opinião, a oposição deverá ser dirigida directamente à Secção Geral de Execuções de Lisboa e não ao próprio solicitador de execução.
    1.º JUÍZO DE EXECUÇÃO DE LISBOA - 2.ª SECÇÃO.

    A LUTA CONTINUA!

    João Pereira
    (joao.pereira@estradas.pt)

    ResponderEliminar
  24. Boa Tarde!

    Tendo sido alertado para o erro que consiste em endereçar uma Oposição à Execução ao próprio Solicitador de Execução (MÁRIO RODRIGUES DE MELO PELICA)em vez de directamente ao Tribunal competente, que o nomeou como agente de execução, conforme é referido nas cartas do solicitador Mário Pelica, informo o seguinte:

    Na notificação de Penhora aparece, de forma muito discreta, a referência à Sec-Geral de Execuções de Lisboa, apesar de não especificar qual é o respectivo Juízo ou Secção responsão.
    Porém, independentemente disso, se dirigirem uma Oposição à Execução / Penhora para os Juízos de Execuções de Lisboa, a V/ oposição será reencaminhada para o Juízo responsável!

    JUÍZOS DE EXECUÇÃO DE LISBOA
    Av. D. João II, n.º~1.08.01 I - Edif. I
    1990-097 LISBOA

    Cuimprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  25. (Continuação do comentário anterior)

    No mês de Maio de 2011, recebi uma carta do solicitador Mário Rodrigues de Melo Pelica, a solicitar que o contactasse com a possível URGÊNCIA a fim de evitar a penhora de bens.
    Solicitava, igualmente o pagamento do valor total de 637,26 €, inluindo as despesas PROVÁVEIS de 385,00 € de custas do Processo.

    Assim, escrevi-lhe uma carta registada com aviso de recpção, datada de 2011-05-27,expondo os fundamentos pelos quais eu me oponha ao pagamento do valor requerido.Como título dessa carta, atribuí-lhe a deseignação de "Oposição à Execução".

    Esperei algum tempo e não recebi qualqur resposta. Assim sendo, resolvi escrever uma 2.ª carta registada com A.R., datada de 2011-06-14.
    Também não obtive qualquer resposta! Portanto, decidi fazer uma 2.ª insistência, por meio de cart registada com aviso de recepção, a ver se o assunto "não morria no esquecimento". Ainda assim não obtive qualquer resposta...

    Sucedeu, porém, no dia 2011-08-05 receber um FAX do solicitdor Mário Pelica, com a seginte anotação:
    RESPOSTA NO PRÓPRIO DOCUMENTO:
    Exmo Sr.
    A Oposição tem obrigatórimanete de ser dirigida ao Tribunal.
    Grato pela atenção.
    Cumprimentos. MP

    Fiquei surpreendido! Foram precisos 2 MESES para dar uma simples resposta de 6 linhas???

    Volto a referir que, quem pretenda deduzir OPOSIÇÃO À EXECUÇÃO / PENHORA, deverá fazê-lo endereçando a carta directamente para:

    JUÍZOS DE EXECUÇÃO DE LISBOA
    Av D. João II, n.º 1.08.01 I - Edif. I
    1990-097 LISBOA

    Nunca devem remeter a OPOSIÇÃO À EXECUÇÃO para o escritório do solicitador de execução Mário Rodrigues de Melo Pelica, pois a mesma será ignorada, não sendo por ele reencaminhada para o Tribunal que o nomeou como Agente de Execução.

    Cumprimentos,
    (joao.pereira@estradas.pt)

    ResponderEliminar
  26. Boa Tarde
    Na minha opinião a única forma é unirmo-nos e acabar com esta burla , primeiro provar que se trata disso mesmo e em seguida ser punida com a respectiva acção merecida , não estou a ver outra forma , lamentar é isso mesmo , temos que travá-los de forma feroz , eu não vou desistir .
    Cumprimentos
    fd.afonso@hotmail.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. fui tb burlado por esses filhos da p..., vou a tribunal este mês, não me poderia ajudar, que tb retribuirei com todo o prazer? tel 912222509, jorkees@hotmail.com
      jorge coelho
      obrigado

      Eliminar
  27. Boa Tarde a Todos!
    Na realidade há outra forma de acabar com as MENTIRAS do Key Club: Se cada Sócio do Key Club exigisse ao KEY CLUB o cumprimento das suas obrigações constantes na 24.ª Claúsula do Contrato, por meio de carta registada com aviso de recepção, isso iria mostrar-lhes que afinal os Sócios estão conscientes dos seus direitos e que não podem exigir o pagamento das Anuidades sem primeiro eles cumprirem com as suas obrigações!
    Porém, com a conivência dos Sócios em pagarem as Anuidades em troca de nada, o Key Club continua a arrecadar muitas receitas para prosseguir com a sua perversa actuação.È um éxcelente "negócio" para o Key Club: consegue ter receitas sem ter praticamente despesas, à excepção das despesas de manutenção do escritório de Lisboa!
    É verdade, com a entrada em cena do solicitador Mário Rodrigues de Melo Pelica muitos sócios ficaram intimidadados e com receio, decidiram fazer acordos de pagamentos em diversas prestações.
    De facto, tenho observado a estratégia pouco transparente utilizada pelo Key Club: querem forçar acordos de pagamento e evitar que os Processos transitem para o Tribunal, pois aí terão que justificar muitas das coisas que têm feito desde Setembro de 2008, contrariando as cláusulas dos Contratos e os direitos dos Consumidores.
    É fácil para eles, por e-mails e por cartas, dizerem que estão a cumprir todos os seus deveres, porém, não será assim tão simples PROVAREM isso mesmo em Tribunal diante de um Juiz e perante advogados!!!
    São eles que deveriam estar com receio e não os Sócios do Key Club!
    Cumprimentos,
    joao.pereira@estradas.pt

    ResponderEliminar
  28. João Pereira

    Antes de mais um bem-haja pelo seu esforço nesta causa.
    Eu assinei contrato com a PALME II em Julho de 2006, mas nunca me foi dada cópia do contrato e não me recordo, como é evidente, do seu conteúdo.
    Agora em 2011 eles recebi a execução de uma injunção por causa das anuidades e o prazo para contestar está a correr... Eu nunca recebi essa injunção que dizem ter dado entrada... Também dizem que o meu domicilio era convencionado para efeitos de notificações judiciais e extra-judiciais... Já me disseram que se não estiver previsto no contrato esse domicilio convencionado posso anular a injunção...
    Sabe se a minuta dos contratos celebrados nesse ano previa nas clausulas que o domicilio indicado pelo cliente era convencionado para esses efeitos?
    Obrigado, desde já, a quem possa ajudar.

    ResponderEliminar
  29. Só agora reparei que este era da autoria do Pedro Alves, a quem também gostaria de dar os parabéns por esta ajuda todos os que fomos enganados pela PALME.

    ResponderEliminar
  30. Olá ZéTolas!
    Pelo que li no seu comentário, o seu contrato foi celebrado 1 mês após o meu, portanto devem ser praticamente idênticos. Se me indicar o seu correio de e-mail mposso enviar-lhe uma cópia digitalizada. Todavia, aproveito para informar que, se pedir uma cópia do seu Contrato ao Key Club eles enviam uma cópia a título de "2.ª Via".
    Refere também que recebeu uma "execução de uma Injunção" - Quem remeteu essa execução? O Solicitador Mário Pelica?
    Quanto à última questão, tratando-se de um Contrato, o domicílio indicado pelo Cliente é assumido por defeito como convencionado para todos os efeitos legais.
    O Contrato refere que "o Titular principal compromete-se a informar a PALME, por escrito, de qualquer mudança ou modificação no endereço postal, bem como qualquer outra alteração nos dados comunicados." (34.ª Cláusula).
    Cumprimentos,
    João Pereira
    (joao.pereira@estradas.pt)

    ResponderEliminar
  31. Obrigado pela ajuda, João Pereira.

    Irei então contactar com o Key Club para me enviarem uma cópia do referido contrato. Caso eles me recusem o envio, irei abusar da sua disponibilidade e irei contacta-lo por e-mail.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  32. Boa tarde!
    O KEY CLUB, regra geral, fornece uma cópia do Contrato, todavia, em alguns casos pode demorar algum tempo.
    Portanto, e como tem um prazo limitado (provavelmente 15 dias) informo que não será qualquer incómodo da minha parte enviar-lhe uma cópia do meu contrato e depois poderá aguardar calmamente que o Key Club lhe envie a cópia do seu próprio contrato. Já tem o meu contacto, por isso, quando quiser disponha.
    Boa sorte na resolução do seu caso!
    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  33. João Pereira, já enviei um e-mail para si. Mais uma vez obrigado pela disponibilidade.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  34. ZéTolas, informo que o meu e-mail é: joao.pereira@estradas.pt - verifique s.f.f. se recebeu o OK do envio, porque fui verificar e não recebi nada, inclusive verifiquei a pasta da "publicidade não solicitada" não fosse para lá enviado automaticamente. Sugiro que,antes do envio, no ícon "Opções" solicitar um recibo de entrega!
    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  35. INFORMAÇÃO IMPORTANTE:

    Tendo constatado que estão a aumentar consideravelmente o número de Sócios do Key Club que estão a receber a carta / Notificação do solicitador de execução Mário Rodrigues de Melo Pelica, resolvi fazer o presente comentário, a fim de evitar que caiam no mesmo erro que eu cometi.

    Em 16-05-2011, recebi a carta do solicitador de execução Mário Pelica solicitando que o contactasse com a possível urgência a fim de evitar a Penhora de bens.
    Também informava que, caso nada dissesse no prazo de 15 dias, iria ser programada penhora.

    Assim, este aviso de penhora chamou a minha atenção (!) pelo que, em 27-05-2011 dei uma resposta, por escrito, ao solicitador Mário Pelica, expondo os motivos pelos quais considero não ser devedor de quaisquer quantias à Massa Insolvente da Palme II, S.A.

    Como não recebi qualquer resposta, apesar da URGÊNCIA de que se revestia este assunto, em 14-06-2011 fiz uma 1.ª insistência junto do Agente de Execução a pedir esclarecimentos sobre o Processo Executivo de Penhora. Não obtive qualquer resposta!
    Assim sendo, fiz ainda uma 2.ª insistência, por meio de carta registada com aviso de recepção. Todavia, também não recebi qualquer resposta, o que me deixou algo intrigado...

    Aconteceu que, em 05-08-2011 recebi uma mensagem via fax do solicitador de execução Mário Pelica, afirmando que a Oposição tinha obrigatoriamente de ser dirigida ao Tribunal!

    Na verdade, a competêecia para julgar a Oposição à execução é do Juiz de Execução! Assim sendo, solicitei-lhe de imediato que me informasse qual era a morada do Tribunal, o Juízo e a Secção por onde corre o meu processo. Também não obtive qualquer resposta a este meu pedido de esclarecimentos...

    CONCLUSÃO: a Oposição à Execução é sempre dirigida ao Exmo. Senhor Doutor Juiz de Direito, dos Juízos de Execução de Lisboa, e não directamente ao Solcitador de Execução, como eu fiz inicialmente. Aprendi a lição!

    A questão que se coloca agora é:
    Podemos deduzir a Oposição à execução antes de recebermos a CITAÇÃO?
    Poder, até podemos fazê-lo, mas o mais provável é que seja indeferida imediatamente, salvo melhor opinião.
    Porquê? Pelo motivo de que, segundo o Código de Processo Civil, a Oposição à execução deve ser deduzida no prazo de 20 dias, a contar da CITAÇÃO!
    Se for deduzida fora deste prazo, é indeferida liminarmente.

    Com os melhores cumprimentos.
    João Pereira

    ResponderEliminar
  36. OPOSIÇÃO À EXECUÇÃO - Art.º 813.º (CPC)

    «O executado pode opor-se à execução no prazo de 20 dias a contar da CITAÇÃO, seja esta efectuada antes ou depois da Penhora.»

    EFEITOS DO RECEBIMENTO DA OPOSIÇÃO - Art.º 818.º (CPC)

    «Não havendo lugar à CITAÇÃO PRÉVIA, o ecebimento da Oposição (pela Secretaria Geral do Tribunal) SUSPENDE o Processo de Execução (...)».

    Observações: Não confundir a Notificação (de Penhora) remetida pelo Solicitador de Execução, nomeado pelo Tribunal como agente de execução, com a CITAÇÃO, visto que, notóriamente, os prazos são diferentes:
    a) Notificação de penhora - 15 dias;
    b) Citação do executado - 20 dias.

    Portanto, o prazo de 20 dias para se deduzir a Oposição à Execução, começa a contar a partir da CITAÇÃO!

    Achei importante colocar este pequeno esclarecimento no blog, em virtude de, diversos Sócios do Key Club, notificados da penhora pelo solicitador de execução e tendo deixado passar o prazo dos 15 dias da notificação, afirmarem "já passaram os 15 dias da Carta do solicitador, por isso tenho mesmo que pagar, porque já não posso deduzir oposição!" isso não é correcto!

    Cumprimentos a todos.
    João Pereira

    ResponderEliminar
  37. Boa tarde,
    o menu nome é António Monteiro e sou um dos burlados por estes senhores, em contrato assinado em nome da minha esposa.
    Depois de muito ler e ter inclusive contactado com alguns do intervenientes deste forum, venho fazer uma proposta a todos os lesados.
    Segundo tenho lido, andamos todos um pouco ás \"apalpadelas\" sobre a melhor forma de resolver esta contenda.
    Na minha modesta opinião, a melhor forma de o fazer é arranjar um advogado que nos defenda a todos. Penso que não seria difícil negociar um valor aceitável para que se constituísse uma união estilo \"associação dos lesados pelo key Club\".
    Penso que dessa forma conseguiríamos uma posição de forma junto destes senhores que nada mais são do que parasitas da sociedade.
    Criei um email para o efeito. Quem quiser aderir a esta causa, quer como lesado quer indicando nomes de possíveis advogados, inclusive com experiência nesta matéria, o email é o lesadoskeyclub@gmail.com

    Cumprimentos,

    António Monteiro

    ResponderEliminar
  38. Boa tarde,
    Penso que todos os leitores do site já perceberam que devem reclamar no prazo de 15 dias, etc... Agora só não dão aqui soluções é para quem por qualquer motivo não pôde reclamar nesse prazo.

    Quem tem os bens penhorados por não ter feito essa reclamação. Quem tem além dos bens, também o ordenado penhorado. A quem foi retirado todo o direito ao crédito devido a esta burla. Quem não pode ter um simples livro de cheques, um cartão de crédito. Quem não pode sequer fazer um crédito para pagar esta burla e se livrar do pesadelo.
    Há alguma solução para esses? Ou estão condenados a ser perseguidos o resto da vida????

    É que eu conheço uma pessoa que para aí desde 2006 anda a ser vítima disto! Estamos em 2011 e continua a perseguição!! Não há solução? É viver o resto da vida com esta perseguição? Então é melhorar matar-se!!

    E a administração deste site que me perdoe mas para quem quer defender uma causa isto anda muito morto!! O último post é de JUNHO!!! Estamos em Setembro, têm aqui dezenas de comentários! E não há respostas para quem está mesmo com um problemão!!! Os que podem responder no prazo safam-se, os outros estão condenados à perseguição o resto da vida!!!!

    ResponderEliminar
  39. Boa tarde,

    O prazo para se deduzir OPOSIÇÃO À EXECUÇÃO é de 20 dias a contar da Citação do executado.

    É verdade, a Legislação é dura e muito rígida para todos aqueles que não deduzem Oposição dentro dos prazos!

    Todavia, para pessoas sobreendividadas, como parece ser o caso, o melhor mesmo será recorrer à ajuda especializada da DECCO.

    Quanto à questão levantada de o último post se reportar ao mês de Junho, reconheço efectivamente a necessidade de se colocar um novo, indexado ao presente mês, não se vá dar o caso de "alguém" pensar que o blog se encontra inactivo!

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  40. Boa tarde,

    Quanto à sugestão do sobreendividamento e da ida à DECO não creio que adiante. O caso que refiro é apenas da dívida relativa a esta burla, e da condenação da pessoa por isso. A perda de bens por causa desta burla e a penhora do ordenado por causa desta burla. Não existe mais nenhum crédito em causa. Só que estando numa situação de desemprego a PALME deixou de ter ordenados para penhorar e veio buscar o carro!

    A solução que me sugere é a DECO???

    ResponderEliminar
  41. Boa tarde,
    Aquilo que eu tinha em mente era que, no caso que referiu, se existissem outros créditos em questão, a pessoa pudesse solicitar para si mesma a situação de "insolvência" o que lhe permitiria uma redução significativa do total da dívida.
    Porém, como não é essa a situação, a DECCO não é solução!
    Havendo uma decisão judicial condenatória, visando a efectivação de uma Penhora, a única solução possível seria recorrer dessa decisão pela via judicial... porém, como já sabe, isso envolve custos consideráveis, não existindo qualquer garantia de que se consiga anular a decisão anterior.
    A Massa Insolvente da PALME tem tudo a seu favor nestes casos.
    De facto, existem pelo menos duas pessoas nessa situação, devido à extrema insensibilidade da PALME, e apesar das muitas diligências feitas, até à presente data ainda não se vislumbra qualquer solução.
    João Pereira

    ResponderEliminar
  42. Boa tarde,

    Quando diz "existem pelo menos duas pessoas nessa situação" refere-se a dois consumidores que foram condenados e que estão com bens/ordenados penhorados?

    Não seria positivo ambos se juntarem e fazerem acções conjuntas? Essas pessoas estão em comunicação?

    ResponderEliminar
  43. Boa tarde,

    Relativamente às questões agora suscitadas, por experiência própria, cheguei à conclusão de que pode resultar muito interessante a troca de impressões entre os vários lesados pela Palme II, comunicando entre elas pelos diversos meios disponíveis, no sentido de se defenderem melhor da "TROIKA" do Key Club:
    PALME II / LOJA JURÍDICA / AGENTE DE EXECUÇÃO

    Sim, referia-me especificamente a duas pessoas que se encontram já na fase da execução da Penhora de ordenados e outros bens. Estas situações de penhoras são muito sensíveis, constatando-se que geralmente os Sócios do Key Club que se encontram nessa situação preferem remeter-se para o silêncio, não especificando exactamente o que se passou, sendo as informações disponíveis muito vagas.

    Neste ponto em concreto, tenho a elogiar dois Sócios que, tendo conhecimento de que ambos os casos eram semelhantes, num espírito de cooperação, tomaram a iniciativa de intercambiar informações que poderão resultar muito úteis na solução dos seus casos!

    Porém, infelizmente, alguns dos lesados têm medo não sei bem do quê e hesitam em colaborar até com quem os pode ajudar!

    No meu caso pessoal já o disse e volto a dizê-lo:
    Não sou eu que tenho que me preocupar com o Key Club, eles é que têm que se preocupar em como conseguirão provar as MENTIRAS que têm alegado nas suas FALSAS PRETENSÕES!

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  44. Olá a Todos!

    Parece que o KEY CLUB, depois de decorrido muito tempo, conseguiu finalmente terminar a "actualização" do Manual de Descontos!

    Imagino que os Leitores mais atentos do blog rapidamente deduzirão qual é o significado disto. Consiste numa tentativa desesperada do Key Club para alegar que, afinal de contas, encontra-se a cumprir com as cláusulas dos contratos!

    Será que a seguir também vão reeditar a Newsletter do Key Club - KEY CLUB News?

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  45. Nao vi aqui o ultimo caso de sucesso. de mais uma victoria por falta de comparêcia da Palme

    ResponderEliminar
  46. ainda continuando...
    Arao

    ResponderEliminar
  47. Bom dia
    Também eu recebi carta de solicitador, telefonemas e processo de injunção para pagamento de 1.100 EUR referente a anuidades.
    Resolvi fazer oposição e o julgamento foi marcado para hoje ás 09.30 no tribunal da Marinha Grande.
    Acabo de vir do tribunal com a sensação de vitória contra estes burlões. Sabem porquê? Porque eles ontem ao final do dia pura e simplesmente desistiram do processo o que significa que eu ganhei.
    Não devemos de ter medo de os enfrentar, porque eles ao tentarem intimidar as pessoas é com o intuito de conseguirem receber algum. Quem lhes faz frente na justiça eles recuam, porque sabem que não têm argumentos.
    Não paguem, não façam acordos, façam sim oposição á injunção e vão ver que se livram destes burlões.
    Suzete Oliveira
    mscmoliveira@gmail.com

    13 de Setembro de 2011

    ResponderEliminar
  48. Boa noite, já me sinto mais descansada porque vou a tribunal dia 3/10, e já há muito que não ouvia noticias que eles não apareciam que já estava a ficar preocupada, espero sinceramente que o meu caso se resolva da mesma forma. Mas atenção D. Suzete Oliveira não está totalmente livre desses burlões porque conforme fui alertada pelo Sr João Pereira, o nosso contrato é de 15 anos e para o ano eles podem estar aí novamente a reclamar anuidades, por isso o caminho certo é pedir a anulação do contrato que é o que pretendo fazer também. Acho que nos deviamos unir todos numa ação conjunta para acabar de vez com esta gente que se dedica a explorar sem dó nem piedade por ninguém. Carla Costa
    carlitalita@msn.com

    ResponderEliminar
  49. BOA NOITE
    Devo avisar a todas as pessoas que o problema só fica resolvido para aquela acão para a qual se destina as anuidades , porque a burla continua pelo menos enquanto não terminar o contrato eu fui perguntar e confirmaram-me no tribunal.
    Cumprimentos
    fd.afonso@hotmail.com

    ResponderEliminar
  50. Boa noite,

    em primeiro lugar quero agradecer a todos as informações que têm prestado e a disponibilidade mostrada em ajudar todos os que vêm à vários anos a ser burlados pelo Key Club ou Palme, halcon, palme II e provavelmente no futuro pela Palme III :(

    Quando descobri o blog fiquei algo preocupado porque nessa altura já tinha apresentado oposição à injunção e não segui os variadíssimos consselhos aqui dados.

    Limitei-me a invocar prescrição de dívida porque o contrato terminava em 2005 e estávam a pedir o pagamento das anuidades de 2000 a 2005 só agora, passados tantos anos sem qualquer tipo de contacto.

    A boa notícia é que estava marcada para hoje a Audiência de Discussão e Julgamento no Tribunal da Marinha Grande e 15 minutos antes fui informado da desistência por requerimento da massa insolvente da Palme! Nem tiveram coragem de dar a cara.

    Não desistam! Conforme já foi dito aqui vezes sem conta só nos estão a pressionar até à última (no meu caso 15 minutos) a ver se alguém acaba por ter receio e pague antes da audiencia!

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  51. Muitos parabens meu amigo...é mais uma alegria.

    Mas tambem não é de estranhar, porque eles agora andam preocupados é com a "Estradas de Portugal"...ahahahaha, não consigo parar de rir...

    ResponderEliminar
  52. Boa noite a todos,

    mais uma vez sou mais uma que caiu nas teias destes burlões....mas estou a tentar resolver a minha situação também...
    Quero felicitar a todos os que já conseguiram se livrar deles!!!
    Estou aqui para quem quiser colaborar junto comigo expôr o caso a uma jornalista do Diário de Notícias que está disposta a publicar e a investigar estas redes de burlões....Garanto-vos não estamos sozinhos!!!

    Cumprimentos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  53. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  54. Olá a Todos os Seguidores do blogue Contra KeyClub!

    Aproveito para felicitar a Ana por esta iniciativa sua de querer expôr o ESCÂNDALO das PALME no Diário de Notícias!

    Já foi aqui referido, em diversas ocasiões e por diferentes pessoas, que "a União faz a Força" e eu concordo plenamente com isso. É importante que os Sócios do Key Club tenham a firme convicção de que O KEY CLUB falhou no cumprimentos das suas obrigações e que, apesar disso, anda a recorrer a todos os meios possíveis para intimidar os Sócios e extorquir-lhes mais algum dinheiro!!!
    Sem dúvida que acertou na escolha do solicitador de execução Mário Pelica, pois as suas cartas são mesmo intimidatórias! É esse o objectivo, que a pessoa pague, com medo, sem fazer qualquer tipo de oposição!
    O esquema do Key Club foi muito bem planeado...

    Assim, para desmascarar as Burlas do Key Club, resolvi publicar no blogue uma das muitas "Histórias Críticas do Key Club", em 3 partes diferentes:

    Parte I - O Passado do Key Club
    Parte II - A Falência do Key Club
    A Queda do Grupo Pame
    Parte III - O Futuro do Key Club?

    O objectivo consiste em expôr, de forma explícita, as graves falhas cometidas pelo Key Club,e que cada um saiba tirar proveito desssa informação, para fundamentar devidamente as suas Oposições, sejam estas à Injunção, sejam estas à Execução e à Penhora.

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  55. Boa noite.
    Sou mais um que recebeu uma carta/notificação de Injunção, no meu caso através do mandatário Sofia Almeida Ribeiro (não diz se é advogada ou outra coisa qualquer) e da Secretária de Justiça Maria Marta Miguel.
    Esta é a única carta que recebi na minha atual morada, embora, confesso, não os tenha informado da alteração da minha morada em 2005, quando casei, meramente por esquecimento, e depois de ter sido obrigado por uma solicitadora a liquidar a dívida que tinha para com a Credibom para poder limpar o meu nome do Banco de Portugal e contrair um empréstimo bancário (é normal levarem tanto tempo a darem com a nossa morada fiscal?.
    Gostaria que me dissessem como se faz uma oposição a injunção ou seja, o que se escreve e a quem se escreve e também no caso de ir a tribunal se vou ter de me deslocar a Lisboa, visto ser do distrito do Porto.
    Cumprimentos,
    sergioemanuelrocha@gmail.com
    Obrigado

    ResponderEliminar
  56. Bom dia a todos,
    Também nós nos encontramos numa situação semelhante,em março de 2005, fomos convidados a ir levantar um voucher de um fim de semana a um hotel em Santa Iria, nunca fomos a estes encontros e nunca teriamos ido mas como não somos de viajar e era oferta lá fomos, maldita a hora.
    O meu marido na altura ao que parece agora porque requisitamos o contrato, assinou o dito, mas nao consta dados suficientes dele, e nem foi ele que o preencheu, apenas assinou, nao tem nº de conta para débito ou seja nada, o curioso é que em Dezembro do mesmo ano, tentaram retirar 120€ da nossa conta o que não foi possivel porque fomos avisados pelo banco da tentativa e cancelamos o débito a tempo, resumindo nunca recebemos cartao ou usufruimos de nada desta gente, e nunca ouvimos nada deles até Agosto de 2011.

    Recebemos entao uma carta do Dr Mário Pelica em que diz não ser uma citação nem ter essa serviço, mas apenas veio como postal simples, não assinei nada registado, em que nos avisa que o meu marido tem 15 dias para pagar ou chegar a acordo de pagamento para evitar penhora de bens com arrombamente de portas e força policial,etc..
    Foi-nos aconselhado por um advogado que nao quiz pegar na causa que fizessemos uma queixa crime na PSP local e enviasse-mos uma oposição para o tribunal a alegar os factos pelos quais achavamos que não deveriamos pagar, ora até ai td bem, agora pergunto ainda vamos receber a citação? Devemos opor-nos à penhora já ou esperar pela citação? Sinceramente não percebo como alguém pode fazer isto legalmente, se é burla descarada não há nada que detenha esta gente? Se nos puderem alucidar quanto ao que realmente poderemos fazer por favor e um obrigada a todos desde já!
    Elisabete

    ResponderEliminar
  57. Boa tarde Sr.ª Elisabete,

    A oposição à execução deverá ser feita no prazo de 20 dias a contar da CITAÇÃO. Ora, a Notificação de processo executivo para penhora, do solicitador Mário Pelica não corresponde, como ele refere, à citação.
    Convém, no entanto, escrever uma carta registada ao referido solicitador, expondo sumariamente os factos pelos quais não se consideram devedores da dívida reclamada.

    Quanto à questão: "Ainda vamos receber a Citação?" Nps casos de Títulos Executivos fundados em Injunções, a Citação não é obrigatória, a não ser que a mesma seja requerida pela exequente (Massa Insolvente da Palme)ou exigida pelo Juiz nos casos em que o processo lje seja remetido, por dúvidas suscitadas quanto à validade do título executivo.

    Ora, se esse advogado "se recusou" a defender o seu caso, o melhor mesmo é recorrer a outro advogado!

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  58. Boa tarde.
    Hoje fui à DECO do Porto para me esclarecerem de toda esta situação das injunções e eis algumas coisas de que me informaram (no meu caso devo as anuidades do malfadado cartão):

    Disseram-me que tinham um acordo com a Palme mas que estes últimos, desde que decidiram recuperar a empresa (ainda está em processo de recuperação e estas cobranças são um meio de conseguirem património), anularam esse acordo, que de qualquer forma era válido apenas para as pessoas que ainda não tinham recebido a Injunção;

    Que legal e efetivamente tinha de pagar as anuidades, mas apenas as que fossem de há 5 anos para cá, que é o prazo máximo de cobrança de anuidades vencidas;

    Que como não fui informado todos os anos atempadamente de que tinha a anuidade para pagar, não teria de pagar quaisquer penalizações;

    Para arranjar advogado para tratar desta situação e através dele tentar também negociar o fim do contrato para breve, no lugar de esperar pelos 15 anos de validade do cartão, se não conseguisse resolver pessoalmente a situação com a Palme.

    O que me dizem de tudo isto?

    Cumprimentos, sergioemanuelrocha@gmail.com.

    ResponderEliminar
  59. Boa tarde!

    O que posso dizer em relação à DECO?
    Já outros bloguistas manifestaram a sua desilusão em reslação "ao apoio" da DECO.
    Pois bem, será que eles ignoram que a empresa PALME II se encontra em permanente violação das cláusulas dos Contratos, posicionando-se numa situação difícil que é de INCUMPRIMENTO CONTRATUAL?
    Sejamos realistas e objectivos:
    Se a Palme II cumprisse com as suas obrigações contratuais, certamente teria todo o direito em exigir o pagamento dos valores das anuidades. Porém, tal não sucede, antes pelo contrário, andam a tentar "impingir" serviços e publicidade que os Sócios nunca requisitaram, mas aquilo que efectivamente ficou contratualizado recusam-se a prestar!
    Sendo assim, que direito é que ainda têm de exigir o pagamento das referidas anuidades?

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  60. Caros,


    Sexta 13/10 caí nesta malha maldita, contrato de 1994, recebi injunçao no valor de 5.352€!

    alguem sabe informar como devo proceder e se ha alguem que o saiba fazer?

    de imediato solicitei copia do contrato mas sem resultado ate á data.

    sem contrato como me posso defender?

    os meus agradecimentos

    carlinhos112@gmail.com

    ResponderEliminar
  61. Amigo Carlos, tudo o que seja dividas não reclamadas até 5 anos antes da data que vem na injunção, ou seja dividas até dezembro de 2005, prescreveram...basta alegar isso, que nunca a empresa Palme até à data lhe meteu nenhum processo para reclamar tal divida, depois a restante divida, não podem cobrar a penalização dos 50%, nem juros, pois nunca em tempo util, e de forma clara a Palme lhe reclamou as anuidades, sendo que de qualquer maneira, o Carlos terá que alegar, e que é o que é verdade, é que a empresa Palme, desde 2008, porque entrou em insolvência, entrou em imcumprimento, em varias clausulas do contrato, o que por si só é motivo para resolução imediata do contrato...terá é que elaborar bem toda a exposição, e contar tim-tim por tim-tim, porque se sentiu enganado e porque acha que a muito tempo o contrato está resolvido(por motivos de imcumprimento da Palme)...um dos motivos é o de ter dado a base de dados à halcon viagens, sem acordo dos socios/clientes, o que é expressamente proibido no proprio contrato, já que esta empresa não faz parte do grupo Palme...
    Abraço e boa sorte!

    ResponderEliminar
  62. De salientar também que se modou de morada, se no seu contrato não estiver nada referido, na obrigatoriedade de haver domicilio convencionado, ou se não estiver escrito no contrato que tem de avisar a morada por escrito com a/r, então a injunção onde a Palme diz em todos os casos que conheço, que a morada para onde foi a injunção, é morada convencionada, isso torna nulo o titulo executivo depois de aposta formula executoria na injunção, esse titulo executivo de que eles se servem para as penhoras, É NULO...em 1994 os contratos não previam morada convencionada, e mesmo a nivel de legislação, não havia nada nesse sentido, a não ser que fosse escrito...que eu saiba os contratos da Palme nessa época nada referiam a morada convencionada, apenas que a morada do titular do titulo/cartão, era a usada para a promoção e divulçgação.
    Abraço

    ResponderEliminar
  63. Preciso urgentemente de um bom Advogado que nos defenda contra esta burla, preferimos mil vezes pagar a um advogado do que pagar a estes abutes, agradeço contactos se tal for possivel, obrigada!

    Cumprimentos

    Elisabete Santos
    elisabetesantos3@hotmail.com

    ResponderEliminar
  64. Boa tarde,

    No dia 18 deste mês a minha esposa recebeu uma carta de injução, por um contrato que tinha feito em 07/07/2004.

    Dado que se trata de um montante elevado e sem justificação fui procurar uma solução cheguei a este blog daí estar a entrar em contacto convosco, espero sinceramente que não se importem.

    Acontece que denunciou o contrato via fax dentro do prazo legal tendo os promotores ligado a tentar demovê-la. (passados tantos anos perdeu-se o comprovativo e o fax),
    Como não a conseguiram demover, deram-lhe a confirmação de que o contrato se encontrava anulado.
    Ainda assim a minha esposa enviou posteriormente, no dia 27/07/2004, uma carta registada a confirmar essa anulação.

    Entretanto, e por este mesmo assunto acabou por se chatear com a mãe e saiu de casa, tendo ido morar com amigos, nunca mais tendo voltado a residir em casa da mãe, apesar de ter entretanto feito as pazes com ela.

    Pelo que pude obter da minha sogra, nessa altura ela recebeu duas cartas da keyClub, as quais devolveu ao carteiro com a nota "mudou-se para parte incerta".

    e ao que parece o mês passado ou à 2 meses (não me soube precisar) recebeu mais duas cartas dirigidas à minha as quais devolveu ao carteiro com a indicação de que não residia naquela morada.

    Assim o ponto de situação é o seguinte:
    dia 7 de julho de 2004 a minha esposa foi a uma apresentação do KeyClub no "Luna Esperança Centro Hotel", em setúbal, para a qual havia sido convidada sobe a promessa de uma estadia ou viagem (já não se recorda);
    No final dessa apresentação sofreu uma grande pressão para assinar o contrato para obter um cartão KEYCLUB PRESTIGE, que acabou por assinar para que a deixassem em paz;
    passados alguns dias enviou um FAX a denunciar o contrato;
    foi-lhe dada a indicação que o contrato havia sido anulado, e deveria enviar uma carta registada para que a anulação fosse efectivada.
    entre o envio do FAX e o envio da carta registada mudou-se para a casa de amigos devido a uma grande discussão com a mãe.
    Enviou no dia 27 de Julho de 2004 uma carta registada, como o mesmo conteúdo que o FAX anteriormente enviado, a confirmar a denúncia.
    NUNCA RECEBEU QUALQUER CARTÃO;
    NUNCA PAGOU QUALQUER MENSALIDADE;
    NUNCA MAIS FOI CONTACTADA PELA KEY CLUB APESAR DESTES TEREM O CONTACTO TELEFÓNICO DELA (QUE SE MANTEVE);
    no dia 18 de Outubro de 2011 recebe uma carta de injunção a indacar que tem cerca de 6 mil euros em divida;
    no dia 19 dirigiu-se à KEYCLUB para obter toda a documentação afecta ao processo dela;
    O FAX não se encontrava no meio da documentação (extraviou-se propositadamente quer-me parecer);
    Já contactámos o gabinete de apoio ao consumidor do montijo, que tem tentado ajudar-nos dentro das suas possibilidades
    Dados estes pontos, e considerando que fomos pais à 5 meses, a nossa situação financeira acabou por se tornar um pouco mais complexa e dado que existe a possibilidade de ela ficar desempregada a médio/curto prazo... a situação é um pouco desesperante.

    Assim, peço-lhes encarecidamente o vosso conselho e recomendações.

    queremos apresentar oposição à injunção, daí precisarmos de um bom advogado de forma a garantir uma resposta incontestável.

    Moramos no Montijo, podem recomendar um advogado nessa zona, se possível que seja sensível à nossa delicada situação financeira?

    Provavelmente precisaremos de testemunhas.
    têm conhecimento de alguém que esteja ou tenha estado na situação, ou que precise também de testemunhas?

    Conhecem mais alguém que nos possa ajudar?

    Agradeço desde já toda atenção e disponibilidade que tiverem para dar a este assunto

    Luis Castanheira
    spart0@gmail.com

    ResponderEliminar
  65. Com que fundamentos me oponho à injunçao?

    ResponderEliminar
  66. Boa noite,

    O fundamento a ser alegado na oposição à injunção é diferente de caso para caso e em razão do tipo de Contrato que se celebrou com a empresa PALME (especial atenção ao ano!).

    Os motivos mais vulgarmente invocados prendem-se com:
    1) Incumprimento do contrato por parte da PALME;
    2) Nulidade do Contrato em razão das condições em que o mesmo foi celebrado;
    3) Prescrição do prazo de pagamento da dívida.

    Em caso de dúvida, nada como recorrer aos serviços especializados de um bom advogado!

    ResponderEliminar
  67. Atenção, que a prescrição do prazo da divida, só pode ser invocado, no caso da divida se referir às anuidades referentes a despesas administrativas e não ao capital em divida referente à compra do titulo/cartão, principalmente se tiver contrato solidario com alguma instituição de crédito, tipo "credibom".
    Aí,a divida tambem pode ser contestada, mas com outro tipo de argumentação, e caso a caso.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  68. Estou em igual situação.
    Recebi a dita carta do Balcão Nacional de Injunções, que refere um contrato de Fevereiro de 2001.
    Ao fim de tantos anos sem receber qualquer noticia sobre o assunto, e agora isto
    Lembro-me de ter recebido um telefonema a dar-me os parabéns , que o meu nome tinha sido sorteado e ganho um prémio.
    Desloquei-me ao endereço que me indicaram, e aí a pressão foi tanta que não tive alternativa se não assinar o que me pediam.
    No outro dia e depois de ter falado com os filhos, fui pessoalmente desistir e já não estou certo se também reforcei com carta registada com aviso de receção.
    Com tanto tempo passado, já não tenho qualquer comprovativo da anulação. Que devo fazer?

    Agradaço qualquer ajuda para:
    sepole@netcabo.pt

    cumprimentos,
    Silva Lopes (Porto)

    ResponderEliminar
  69. Bom dia,
    Recebi na 6ª feira passada, 28 de Outubro, na empresa onde trabalho uma notificação de penhora de salários vindo do Sr. Mário Pelica.
    Na altura fiquei atónito e sem perceber como era possível. Não conhecia esta empresa como Palm mas sim como KeyClub.
    Como o meu contrato é de 2004 e no mesmo ano o cancelei e nunca mais ouvi falar desta gente, não tenho nem contrato, nem carta de cancelamento do contrato, nem sequer o nº de sócio.
    Obviamente vou contestar, só queria ter acesso a um contrato de 2004 para poder analisar onde eles falharam
    Quem tiver um contrato deste ano, por favor envie-mo.
    Obrigado.
    Joao Monteiro
    joaomonteiro@yahoo.com

    ResponderEliminar
  70. Boa tade João Monteiro,

    Existem, como sabe, diversos modelos de Contratos celebrados com o KEY CLUB, varinao o teor dos mesmos em função do ano em que foram celebrados.

    Existem certamente diversos sócios do Key Club que lhe podem disponibilizar as Condições Gerais dos Contratos celebrados no Ano de 2004.

    Todavia, aproveito para informar que pode sempre solicitar ao KEY CLUB uma segunda via do seu próprio Contrato, parao e-mail: geral@keyclub.pt

    A proósito, talvez deveríamos colocar a questão do KEY CLUB nos seguintes termos: Onde é que eles não falharam?

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  71. Ola boas noites
    sou mais um dos burlados mas o meu contrato é de 2002 e com o passar dos anos ja nem sequer se lê o que diz o contrato se houver alguem que tenha e me possa enviar uma copia agradecia.

    Muito obrigado
    h_afonso@netcabo.pt

    ResponderEliminar
  72. Boa tarde,
    Após resposta do Sr. João Pereira (que muito agradeço), lá recebi uma 2ª via do meu contrato. Aliás recebi por email passados 2 dias de ter pedido.
    No mesmo email, pedi para me mandarem um extrato de conta. Não me responderam.
    Quando me enviaram o contrato respondi e solicitei que me enviassem um extrato da minha conta descriminado (mencionando nº de factura e estado). Não responderam.
    Esta semana voltei a pedir e disse que se não respondessem em 48 horas assumiria que a minha conta está regular. As 48 horas terminam no final do dia de hoje e ainda não recebi nada.
    É incrível.
    Como guardei os emails enviados e os recibos de leitura, o meu advogado diz que podem ser usados para prova de má fé da parte da Palm.
    É mais uma dica sobre o que podemos fazer.

    Cumprimentos.

    João Monteiro

    ResponderEliminar
  73. Boa tarde,

    Aproveito para sugerir, para não existirem dúvidas, a solicitar o referido extracto, mas por Carta Registada com Aviso de Recepção!
    ´
    Acontece que nós podemos ser notificados por "simples carta postal", mas, as nossas comunicações, para terem valor inquestionável, devem sempre ser feitas por meio de Carta Registada...

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  74. Boa Tarde,

    quero aqui deixar a dica que o catalogo produtos e serviços que esta disponível na pagina keyclub tem informação errada. Exstem empresas prestadoras de serviços que dele constam não têm acordo absolutamente nenhum com este srs nem nunca ouviram falar.

    Podem testar fazendo uma chamada para as empresas que constam desta lista -

    http://www.keyclub.pt/descontos.php

    Falei com um dos gerentes de loja que me confirmou esta situação.

    Cumprimentos
    elm.martins@gmail.com

    ResponderEliminar
  75. Boa tarde,

    Tal irregularidade, uma entre muitas, em nada nos deve surpreender!
    Quem é que pretende fazer acordos com uma empresa INSOLVENTE?
    Quem quer, neste momento, asociar-se a uma empresa que fazia parte de um Grupo que se encontra falido na sua totalidade? E isto já se mantêm por 3 Anos completos!

    Cumprimentos,
    João Pereira

    ResponderEliminar
  76. Boa noite,
    Sou advogado e também eu tenho como clientes duas vitimas desta situação.
    Infelizmente, como grande parte das pessoas, ignoraram as cartas que receberam e agora estão com uma acção executiva às costas.
    Estou a estudar a possibilidade de avançar com uma acção contra a PALME II; tenho estado a ponderar a hipótese de, perante tantas situações, ser intentada uma acção conjunta por diversas pessoas. Quanto mais pessoas melhor; coloco-me à disposição de colegas que queiram partilhar ideias e discutir essa possibilidade e desde já faço questão de pro bono patrocinar quem estiver interessado.

    Aqui ficam os meus contactos:
    Edgar Soares
    tel_ 969826799
    dr.edgarsoares@gmail.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite.
      Eu me chamo Carlos e tambem fui burlado pela Palme ll e gostava de saber como posso adquerir essa possibilidade de todos os lesados a coloborarem com um advogado sobre a nossa situação sendo que a nossa queixa é a mesma entre muitas pessoas burladas.
      Juntos fazemos a força.
      Juntos a despeza é menor e como estamos a passar por uma dificuldade muito alarmada com esta crise.
      Comprimentos

      serranor233@gmail.com

      Eliminar
  77. L.m.sousa Silva

    Exº mo
    Vim por este meio pedir ajuda.
    Esse individo está a dar cabo da minha vida
    ...O ultimo -Mario Rodrigues de Melo Pelica agente de execução.
    Notificação de penhora
    da Burla Key Club - Palme II )em lisboa
    processo 16497/11.OYYLSB‏
    e eu estou em Aveiro o ano antrior foi em Ovar ou são jõao da Madeira e todos os anos tem um aviso de 15 dias.

    E credito parado por causa disto no Banco de portugal.
    Escrevi ao tribunal a resposta:


    Informo que, de acordo com a portaria 114/08 de 06 /02, alterada pela portaria 457/08 de 20/06, e conforme o disposto no seu art. 2º, não podem as partes continuar a enviar peças processuais por esta via. Só é possível enviar as mesmas, via "CITIUS", por correio ou entregá-las ao balcão desta Secretaria, sendo que a entrega pelas duas últimas pode, por ex. no caso das petições iniciais, ter penalizações legais.

    Com os melhores cumprimentos

    A escrivã da Secção Central
    Lúcia Lopes

    ResponderEliminar
  78. não entendi o que quis dizer...Luís

    ResponderEliminar
  79. Provavelmente o que aconteceu ao Luís na sua "relação" com o Tribunal terá sido que escreveu ao Tribunal por meio de MENSAGEM E-MAIL, meio de comunucação que não é aceite pelos Tribunais...

    João Pereira

    ResponderEliminar
  80. Boa tarde,

    Também eu sou vítima destes burlões. Paguei durante 5 anos 114 euros/mensais mais as anuidades do cartão. Foi dinheiro "deitado para o lixo" pois nunca usufrui de nada destes burlões. Após a última prestação do crédito, enviei carta de cancelamento do contrato com aviso de recepção e qual o meu espanto quando, passado um ano recebo a factura para pagar a anuidade do cartão 2011/2012. Concordo que todas as vítimas façam uma queixa em conjunto contra esta entidade. Quero acabar com este inferno de uma vez por todas!!!!

    ResponderEliminar
  81. Boa noite a todos os lesados do Keyclub, volto novamente pedir a todos vós que saiamos todos em massa para a rua comunicação social queixa à policia, pois se formos todos em massa conseguiremos alertar as autoridades e acabar com isto pois a união faz a força. cristina vicoso

    ResponderEliminar
  82. Boa Noite
    Também recebi aqui á coisa de um ano uma Injunção a pedir-me uma quantia avultada, como não devia nada a esse vigaristas, entrei em contacto com o meu Advogado que como eu achou logo que se tratava de uma uma dessas empresas que se dedicam a burlar as pessoas.
    Decidimos então contestar a Injunção e aguardar no que isto iria dar, em Janeiro recebi uma carta do tribunal a dizer que tinha julgamento marcado para dia 22 de Fevereiro de 2012, lá nos dirigimos ao tribunal e ninguém da parte da Palme apareceu no tribunal, o juis tratou logo de citar a sentença, ilibando-me por falta de provas contra mim e condenando a outra parte a pagar todas as despesas que tive com esta brincadeira.
    Por isso aconselho toda a gente a fazer o mesmo, contestem, não paguem nada a estes vigários.
    Abraço e boa sorte a todos.

    ResponderEliminar
  83. Bom dia eu ja tive a penhora de vencimento durante alguns meses ate pagar 2 anuidades de 2008 e 2009 e tenho em divida 2010 2 2011 segundo me informou o Sr Mario Pelica mas como posso eu agr recorrer e apresentar oposiçao a estes anos de falta pois ele esta me a pedir que pague por volta de 600€ e um acordo de 12 vezes.... ´+e so pedir advogado e ele trata disso ou agora tenho de esperar que venha uma nova penhora de vencimento e so depois pedir oposiçao...?

    vieirinha_vhs@live.com.pt tlf 912870489

    ResponderEliminar
  84. boa noite. tambem eu fui vitima e sou destes burlões. apos pagar a anuidade deste ano contactei-os e propuseram me pagar 240€, ficando tudo anulado com eles posteriormente.
    depois de contactar a minha advogada, fiquei com duvidas sobre o q fazer, pois as custas para tribunal e advogado acabam por ser mais elevadas q este valor. pondero pagar para acabar com isto de uma vez, mas estou pelos cabelos desta situação. no entanto estou com esta gente toda q foi enganada e devia ser criada uma instituição para tratar destes casos de todas as pessoas a q acontece esta situação. isto é demais, na crise em q nos encontramos ainda com empresas falidas e sem prestar serviços q estao no contrato, fazem nos pagar esta porcaria. boa noite e todos consigamos juntos acabar com isto de uma vez.

    ResponderEliminar
  85. Boa tarde .Recebi hoje dia 11 de Maio de 2012 pelas 12 horas.
    que diz:
    LOJA JURIDICA
    lisboa ,02 de Maio de 2012
    Assunto:N/contribuinte:Massa insolvente dePalmaII-com.carttões de desconto,S A-Interpellação p/ pagamento de divida.
    Exmo...Pagam. da quant. 97 euros + 48,50 euros(q é 50% devido aclausa penal en virtude da mora no seu pagamento conf...Prazo 8 dias..Que dá o pag.145,50.
    Que devo Fazer?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixe o seu email, deve responder à carta alegando incumprimento contrato e falta de emissão de Faturas que atestem a prestação de serviços. emanuels100@gmail.com

      Eliminar
  86. Boa Noite
    Em 2001, também estive a ser assediado na firma em questão, mas felizmente consegui não cair na esparrela, no entanto tive um familiar que caiu e não obstante o ter pago, sem qualquer utilidade cerca de 3.700 Euros, e3m finais de 2010, recebeu uma injunção a solicitar uma quantia avultada, como não devia nada a esse vigaristas, logo moveu oposição à Injunção e aguardar no que isto iria dar. Posteriormente, foi notificado que o julgamento estava marcado para Outubro do ano transacto, dirigimos ao tribunal e ninguém da parte da Palme apareceu no tribunal, o Exmª. juiz ouvi-nos tratou logo de citar a sentença, absolvendo o meu familiar.Por isso aconselho toda a gente a fazer o mesmo, contestem, não paguem nada a estes vigários.
    Abraço e boa sorte a todos.

    Responder

    ResponderEliminar
  87. Boa tarde , eu sou de guimaraes e pelos vistos tambem fui borlada. Eu fiz oposiçao e fui a tribunal em Fevereiro na qual fizemos um acordo porque o meu advogado disse que seria o melhor visto que nao tinha muitas por onde pegar. nunca obtive nenhum serviço ou produto desta empresa que me burlou cerca de 8 mil euros . estou neste momento a pagar em prestaçoes o que ficou acordado em tribunal. se calhar nao devia ter entrado em acordo ,mas fui aconselhada para isso. boa sorte a todos

    ResponderEliminar
  88. Boas,

    A minha experiencia foi a seguinte, contrato de 1993 e concluí que os serviços oferecidos não compensavam, após vários anos sem utilização/pagamento veio a carta do balcão de injunções. Contratei advogado e ganhamos a ação uma vez que já tinham passado mais de 5 anos após o termino do contrato. Para contratos recentes não sei como será.
    Não deixem passar os prazos dos avisos e mexam-se. Esta gente não pode continuar a enganar impunemente.

    ResponderEliminar
  89. Boa tarde
    a minha situação também é mais ou menos assim (contrato de 1994 ou 95, não tenho a certeza) MAS o meu problema é que não recebo cartas nenhumas! Estou furiosa, como devem calcular!

    ResponderEliminar

  90. O prazo dos Contratos associados ao Cartão "Key Club" geralmente é de 15 anos.

    Portanto, se o seu contrato é de 1995 já terminou em 2010!

    A prática da Palme II era que quando um sócio deixava de pagar as anuidades, a Palme II deixava de enviar qualquer correspondência, folhetos ou outros documentos a essa pessoa.

    Nos Contratos mais antigos constava uma cláusula que previa a "suspensão" do envio de folçhetos e outros documentos aos sócios que se encontrassem em mora relativamente ao pagamento das anuidades.

    Nos contratos mais recentes essa cláusula deixou de constar das Condições Gerais.

    ResponderEliminar
  91. Hoje sou feliz que eu tenho o meu empréstimo a partir desta empresa

    Concluir as suas preocupações financeiras

    Meu nome é Eric Leo Eu sou do EUA eu posso sorrir com este homem . 'Mr. Andres Williams Loan Company . I recebeu um empréstimo de US $ 80.000 e dois dos meus colegas também receberam empréstimos deste homem com apenas uma taxa. Eu aconselho a não escolher a pessoa errada , se você realmente aplicar para um empréstimo de dinheiro para o seu projeto e qualquer outro. Eu publicar esta mensagem porque o Sr. Andres Williams me fez sentir bem com este empréstimo . É através de um amigo que eu conheci esse homem honesto e generoso que me ajudou a conseguir este empréstimo. Para regular a sua vida, você precisa de dinheiro , você está preso , sem acesso ao crédito bancário , ou não têm o benefício de um banco, você precisa para financiar a sua construção , desenvolvimento imobiliário , criando o seu próprio negócio de seu negócio pessoal, você tenho visto e precisa ganhar dinheiro, um mau crédito ou precisa de dinheiro para pagar as contas ou dívidas . Então eu aconselho você entrar em contato e conhecer os serviços que você pedir a ele. Seu endereço de e-mail: ..... andresloanfirm07@yahoo.ca
    Contacte-lo para obter mais informações , seja claro e honesto.

    Mr.Eric Leo
    Meu e-mail ..... ericleo40@yahoo.ca

    Sua Empresa E-mail: ..... andresloanfirm07@yahoo.ca

    ResponderEliminar
  92. Olá,

    Você está em busca de um empréstimo legítimo? Cansado de procurar empréstimos e hipotecas?
    Você já foi rejeitado por seus bancos? Você precisa de um empréstimo para limpar
    seus débitos / contas? Em seguida, seu trauma financeiro acabou Oferecemos empréstimos
    de euro5, 000.00 Min. para euro10, 000,000.00 com taxa de juros de 3%. Nós
    são certificados e de confiança. nós podemos ajudá-lo com financeira
    assistência. Se o interessado não voltar para nós via Emai: nnpcloanfirm@gmail.com

    Está aconselhar para preencher essas informações abaixo e enviá-lo de volta para nós.

    REQUISITOS DO CANDIDATO:

    ===================================
    * Nome do requerente: .................... ......
    * Morada: Requerente: .................... .
    * Cidade: .............. .............................. ...
    * Estado: ........................ ........................
    * País: .............................. .............
    * Sexo: .............................. ..............
    * Estado Civil: .............................. ....
    * Idade: ......................... ..........................
    * Profissão: ................... .....................
    * Taxa de Rendimento Mensal: ........................
    * Valor do Empréstimo Necessário: ....................... ...
    Empréstimo Duração / ano ................
    Senha ............................
    * Tel: .......................... .............................
    * Móvel: ....................... ..............................
    =================================== ............... .........
    * Finalidade do empréstimo

    Respeito.


    Mr Ekpen Marcos,

    Oferta de empréstimo Inscreva-se agora ....


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais um que anda a procura de petroleo!!!

      Eliminar
  93. Também eu sou mais uma das vítimas desses burlões que recebeu uma carta/notificação de Injunção no meu caso através do mandatário Telma Sebastião (também não diz se é advogada ou outra coisa qualquer) e da Secretária de Justiça Maria Marta Miguel (tal como ao Sr. Sérgio Rocha já em 2011)

    Já estamos em 2015 e esta é a única carta que recebi na minha atual morada, que não os tinha informado da alteração da minha morada, no me em 2010 (do Porto, onde estudei e trabalhei ,para Pombal de onde sou).
    Na altura em que me mudei até já tinha liquidado toda a minha dívida que tinha para com a Credibom e inclusive (feita idiota) até já lhes tinha pago mais umas 2 ou 3 anuidades, sem nunca ter usufruído do que quer que fosse da parte daqueles vigaristas. Como e porque é que levaram tanto tempo a darem com a minha nova morada fiscal?

    Gostaria então que me dissessem como fazer a oposição à injunção, o que escrever, a quem se dirigir e também no caso de ir a tribunal se vou ter de me deslocar a Lisboa, que no meu caso sou de Pombal (distrito de Leiria).

    Por favor, agradeço que me ajudem, como devem calcular, como o tantos outros lesados como vós sinto-me completamente desnorteada, sem saber o que fazer.

    ResponderEliminar