sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

KEY CLUB Travel - Agência de Viagens do KEY CLUB




 KEY CLUB Travel
__________________________________________________________________________________
DESDE 1995


Como é possível que

a Agência Oficial do Key Club,

a PALME – Viagens e Turismo, S.A.

tenha sido substituída

pela

HALCON Viagens e Turismo, Lda.

sem que os Sócios Key Club

tivessem sido expressamente informados

acerca disso?

______________________________________________

KEY CLUB

"A nossa missão"

Disponibilizar e promover activamente,
junto dos nossos Sócios,
o acesso a descontos e privilégios exclusivos
na realização de VIAGENS de lazer,
em Portugal e no estrangeiro.
 


__________________________________________________________________


Se esta é a missão do KEY CLUB,

porque motivo os "Contratos de Associação",

estabelecem que o Objecto do Cartão Key Club Premium,

consiste no acesso a Serviços Hoteleiros?

____________________________________________________


43 comentários:

  1. ATENÇÃO A PALME II NUNCA PRESTOU NENHUM SERVIÇO, A única coisa que enviou aos sócios foi um cartão de plástico que não serviu para nada.

    QUEM PRESTOU EFETIVAMENTE SERVIÇOS FOI A:
    PALME- VIAGENS,S.A.

    Digam aos vossos advogados para não se deixarem enganar em tribunal. São empresas diferentes com NIF diferentes.

    ResponderEliminar
  2. A marca "KeyClub"
    foi suplantada pela marca "HALCON".

    Do mesmo modo que
    a PALME - Viagens e Turismo, S.A.
    foi substituida
    pela Halcon Viagens e Turismo.

    O GRUPO KEY CLUB
    "caiu nas mãos" do GRUPO HALCON.

    ResponderEliminar
  3. PORQUE MOTIVO A PALME II NÃO INFORMOU OS SÓCIOS,
    POR ESCRITO, DA MUDANÇA DA SEDE SOCIAL (KEY CLUB)
    NO MÊS DE MARÇO DE 2009?

    PORQUE NÂO INFORMOU OS ASSOCIADOS
    DA SITUAÇÃO DE INSOLVÊNCIA?

    QUAIS SÃO OS DIREITOS DOS SÓCIOS?

    ResponderEliminar
  4. Ainda bem que me dão a oportunidade de falar sobre as lojas Key Club porque com a mudança para a Halcon foi a melhor coisa que nos podia ter acontecido, o tratamento é excelente e muito atencioso e os preços também sao bons e posso continuar a fraccionar o pagamento como fazia com a Palme Viagens, Valeria Santos

    ResponderEliminar
  5. A PALME II não tem qualquer Agência Própria "KEY CLUB".

    Antes da insolvência/extinção das empresas do Grupo Palme,
    existiam as Agências "KEY CLUB TRAVEL",
    as quais faziam a promoçção da marca KeyClub:

    . Lisboa
    . Leiria
    . Porto
    . Algarve

    Estas Lojas Key Club foram fechadas!

    Agora, o único que resta, é um escritório no 3.º andar de um prédio sito no Campo Grande, em Lisboa.

    Nesse escritório encontram-se lá apenas 6 empregados...
    para "gerir" os cerca de 17.000 Sócios KEY CLUB!

    ResponderEliminar
  6. A IMAGEM PÚBLICA da PALME II
    em situação de insolvência
    não é nada abonatória!

    Eventualmente as Agências HALCON VIAGENS
    têm receio da imagem pública da PALME II
    visto que nas ditas "Lojas Key Club" /HALCON
    não se encontra afixado qualquer dístico autocolante
    para promover a marca "KEY CLUB".

    Também não se encontra na Loja Key Club/Halcon
    qualquer folheto que anuncie a marca "KEY CLUB".

    As "Lojas Key Club"...
    não fazem a promoção damarca "KEY CLUB"?

    PORQUÊ?

    Será que a Halcon Viagens receia as implicações
    da imagem pública da Palme II em insolvência?

    Todos sabem que a sentença de insolvência
    não é nada abonatório para a "boa imagem" duma Empresa!

    ResponderEliminar
  7. É verdade que na "Loja Key Club" / Agência Halcon
    sita na Avenida Afonso Costa, em Lisboa,
    o tratamento é muito atencioso.

    Aos Sócios Key Club são oferecidos descontos
    entre 7% e 10%.

    Se é uma "Loja Key Club"
    não se compreende o motivo pelo qual
    não faz a devida promoção à marca "KEY CLUB"!

    Também não se compreende o motivo
    de não exitirem na "Loja Key Club"
    folhetos publicitários do KEY CLUB!

    Somente se encontram na "Loja Key Club"
    folhetos próprios da AGÊNCIA HALCON VIAGENS!

    A parceria KEY CLUB / HALCON é muito estranha...

    ResponderEliminar
  8. KEY CLUB - TRAVEL

    «É a agência de viagens Key Club que presta serviços aos associados, com balcões em Lisboa, Porto, Leiria e Algarve.

    O compromisso do Key Club Travel é oferecer serviços turísticos de qualidade, em condições de preço e pagamento exclusivas.

    Para atingir os objectivos a que se propõe o Key Club Travel trabalha em parceria com os mais importantes operadores turísticos nacionais e internacionais, em busca de soluções criativas e económicas para todos os segmentos:
    viagens nacionais e internacionais, cruzeiros, programas para luas-de-mel, viagens de negócios e incentivos e roteiros personalizados individuais ou para grupos.

    ResponderEliminar
  9. Segundo a Palme II, cerca de 3.000 Sócios do KEY CLUB deixaram de pagar as anuidades.

    Apesar disso, o Administrador de insolvência diz que
    os Sócios sempre estiveram MUITO SATISFEITOS
    com os serviços prestados pela Palme II.

    Se os Sócios estavam satisfeitos com os serviços,
    porque motivo deixaram de pagar as anuidades?

    ResponderEliminar
  10. A PALME VIAGENS foi substituida pela Halcon Viagens
    sem qualquer aviso prévio aos Sócios!

    Mas, o Administrador de insolvência da PALME II
    ainda tem o descaramento em dizer que
    NÃO HOUVE FALTA DE INFORMAÇÃO.

    Provavelmente para ele não houve falta de informação,
    mas para os Sócios já não foi bem assim!

    ResponderEliminar
  11. Afinal a MI Palme continua a demonstrar capacidade de negociação e vontade de resolver a bem todos os casos, que o diga a Cristina que deveria ter ido a tribunal hoje. Pode ser que lhe comecem a seguir as pisadas, a ela e a todos quantos estão a resolver as coisas a bem, em vez de andar a alimentar interesses escondidos de algumas pessoas por supostas lutas de grupo, quando não passam se não de interesses pessoais financeiros escondidos.

    Espero que também os administradores deste blogue não eliminem este comentário assim como têm feito com tantos outros, quando não são coincidentes com a sua opinião.
    Se este espaço existe, então deverá aceitar as posições divergentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mentiroso não!
      GRANDE MENTIROSO!

      Eliminar
    2. A Palme II- já tem um site para vender a banha da cobra, o blog é só para os que estão contra a PALME II, quem quiser defender abertamente a PALME deixe o seu contato para a podermos esclarecer da BURLA que montaram aos consumidores.

      Eliminar
    3. Juiz de Direito: Dr(a). Sandra Cristina Veiga Reis Bettencourt Sousa
      Autor: Massa Insolvente de Palme II - Comercialização de Cartões Descontos, SA.
      Réu: Pedro … Alves
      Mandatário: Sofia Almeida Ribeiro
      Mandatário: Raquel Alves
      IV - DECISÃO
      Face ao exposto julgo a presente acção integralmente procedente por provada e,
      em consequência, condeno o Réu a pagar à Autora;
      a) a quantia de €668,60 acrescida de juros de mora às taxa legais previstas na
      Portaria 597/2005, de 19/07, desde a citação, até efectivo e integral pagamento;
      b) juros de mora às taxas legais previstas na Portaria 597/2005, de 19/07, sobre
      o capital de €78,50 desde 16/11/2010 até integral pagamento.
      *
      Custas pelo Réu por ter ficado integralmente vencido na acção.

      Eliminar
    4. JUÍZOS DE PEQUENA INSTÂNCIA CÍVEL DE LISBOA

      Proc. N.º 257544/11.7YIPRT


      Massa Insolvente de Palme II - Comercialização de Cartões de Desconto, S.A., com domicílio no Campo Grande, n.º 28, 3.º C, Lisboa, instaurou... injunção, contra Rui dos Santos Braz Bernardo (...) pedindo a condenação do R. a pagar-lhe a quantia de 79,20 euros (...)

      FUNDAMENTAÇÃO DE DIREITO

      Os contratos devem ser pontualmente cumpridos - artigo 406.º do C.C. -
      o que a Massa Insolvente de Palme II não fez.

      (...) seria atentatório da Boa Fé, consistindo num verdadeiro Abuso de Direito, ou, pelo menos, num Enriquecimento Sem Causa (artigos 334.º e 473.º, n.º 1 do C.C.).

      Durante anos, entre 2007 e 2013, a Massa Insolvente de Palme II
      não proporcionou ao R. quaisquer serviços (...)


      DECISÃO

      Pelo exposto, julgo a ação improcedente e decido absolver do pedido o réu, Rui dos Santos Braz Bernardo.

      Mais, decido condenar a Autora, Massa Inolvente de Palme II - Comercialização de Cartões de Desconto, S.A., como litigante de má fé
      na multa de 2 UCs. (€ 204,00)

      Data: 26-11-2013

      Eliminar
  12. Tribunal Judicial de Cuba
    Secção Única
    Largo Cristovão Colon - 7940-171 Cuba
    Telef: 284 090 100 Fax: 284 090 119 Mail: cuba.tc@tribunais.org.pt
    Proc.Nº 259932/11.0YIPRT
    615573
    CONCLUSÃO - 07-12-2012
    (Termo eletrónico elaborado por Escrivão de Direito Ana Maria N. Sota C. Ildefonso)
    =CLS=
    SENTENÇA
    Massa Insolvente de palme II – Comercialização de Cartões de Desconto, SA, NIF: 503364908, com sede no Campo Grande, nº 28, 3º C, Lisboa veio propor injunção contra “ Bruno Pisco ”, que deduziu oposição, tendo a mesma se transmutado em acção especial para cumprimento de obrigações pecuniárias.
    A Autora vem pedir a condenação da Ré no pagamento da quantia de € 121,56 ( cento e vinte e um euros e cinquenta e seis cêntimos) correspondente à quantia em dívida a título de capital, penalização devida, acrescida de juros de mora vencidos e vincendos até integral pagamento…
    V - Decisão
    Nestes termos e pelo exposto, julgo a presente acção procedente e, em consequência, condeno o réu Bruno Ricardo dos Santos Pisco a pagar à autora Massa Insolvente de Palme II – Comercialização de Cartões de Desconto, SA a quantia de € 118,80 (cento e dezoito euros e oitenta cêntimos), acrescida de juros de mora, vencidos e vincendos, à taxa legal desde a data de vencimento
    da anuidade de Novembro de 2010 até efectivo e integral pagamento. Mais, absolvo o Réu da condenação como litigante de má fé.*
    Custas a cargo do réu – artigo 446.º, n.ºs 1 e 2 de Cód. Proc. Civil. Registe e notifique.

    ResponderEliminar
  13. TRIBUNAL DO COMÉRCIO DE LISBOA

    "Entende a PALME II ser possível a sua viabilização
    com uma moratória no pagamento das suas dívidas,
    recuperação essa que DEPENDE da recuperação da sociedade
    PALME VIAGENS E TURISMO, S.A.,
    empresa do mesmo Grupo e que na mesma data
    se apresentou à insolvência."

    - Data: 05-09-2008


    - DÍVIDAS DA PALME II - € 3.961.265,45


    ResponderEliminar
  14. PALME II - COMERCIALIZAÇÃO DE CARTÕES DE DESCONTO, S.A.
    Pessoa Colectiva n.º 503364908

    Apresentou-se à insolvência, alegando encontrar-se impossibilitada de cumprir as suas obrigações vencidas.

    Fundamentou-se no facto de se debater
    com dificuldades económicas desde 2006,
    dificuldades essas relacionadas com:

    - Redução do número de vendas;

    - Indemnizações a funcionários por rescisão de contratos;

    - Acumular de rescisões de Contratos;

    - A Crise Económica;

    - Corte de financiamento por parte das Entidades Financeiras;


    TODOS ESTES FACTORES
    levaram a um acumular do passivo
    que ascende a € 3.961.265,45.

    ResponderEliminar
  15. PALME II EM INSOLVÊNCIA

    "Entende a PALME II - COMERCIALIZAÇÃO DE CARTÕES DE DESCONTO
    ser possivel a sua viabilização
    com uma moratória no pagamento das suas dívidas,
    RECUPERAÇÃO essa que depende da recuperação da sociedade
    PALME VIAGENS E TURISMO, S.A., empresa do mesmo Grupo"...

    MAS...


    Se a recuperação da PALME II
    depende diretamente da recuperação da PALME VIAGENS,
    porque motivo a Palme Viagens e Turismo, S.A.
    foi substituida pela Halcon Viagens?

    Como é que a Palme Viagens pode recuperar
    se foi votada ao total esquecimento?


    Talvez o Sr. PEDRO LOPES (Key Club)
    queira esclarecer os sócios a este respeito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez a menina Lisandra Pais esteja disponível!

      Eliminar
    2. Juiz de Direito: Dr(a). Sandra Cristina Veiga Reis Bettencourt Sousa
      Autor: Massa Insolvente de Palme II - Comercialização de Cartões Descontos, SA.
      Réu: Pedro … Alves
      Mandatário: Sofia Almeida Ribeiro
      Mandatário: Raquel Alves
      IV - DECISÃO
      Face ao exposto julgo a presente acção integralmente procedente por provada e,
      em consequência, condeno o Réu a pagar à Autora;
      a) a quantia de €668,60 acrescida de juros de mora às taxa legais previstas na
      Portaria 597/2005, de 19/07, desde a citação, até efectivo e integral pagamento;
      b) juros de mora às taxas legais previstas na Portaria 597/2005, de 19/07, sobre
      o capital de €78,50 desde 16/11/2010 até integral pagamento.
      *
      Custas pelo Réu por ter ficado integralmente vencido na acção.

      Eliminar
    3. TRIBUNAL DO COMÉRCIO DE LISBOA

      "Resulta evidente que
      a PALME II se encontra impossibilitada de cumprir as suas obrigações vencidas
      e que, de facto, não as vem cumprindo,
      situação irreversível
      dado que há CINCO ANOS que
      a Sociedade não exerce qualquer actividade."


      Porque motivo o Administrador de insolvência,
      DR. JOSÉ LUÍS CAETANO MARQUES
      afirmou o contrário,
      quando se dirigiu aos Sócios do key club,
      dizendo que a PALME II se encontra
      em pleno funcionamento?

      Eliminar
  16. TRIBUNAL DO COMÉRCIO DE LISBOA

    "A PALME II encontra-se impossibilitada de cumprir
    as suas obrigações vencidas
    e , de facto, não as vem cumprindo,
    situação irreversível
    dado que
    há CINCO ANOS que a sociedade
    não exerce qualquer actividade."

    ResponderEliminar
  17. TRIBUNAL DO COMÉRCIO DE LISBOA

    "Entende a PALME II
    ser possível a sua viabilização
    com uma moratória no pagamento das suas dívidas,
    recuperação essa que DEPENDE da recuperação
    da sociedade PALME VIAGENS E TURISMO, S.A.,
    empresa do mesmo Grupo
    e que na mesma data se apresentou à insolvência."


    - DÍVIDAS DA PALME II - € 3.961.265,45

    ResponderEliminar
  18. PALME II - COMERCIALIZAÇÃO DE CARTÕES DE DESCONTO, S.A.
    - EM LIQUIDAÇÃO


    Comissão de Credores:


    1 - CREDIBOM - Instituição Financeira, S.A.

    2 - ISS - Instituto de Segurança Social, IP

    3 - Millenium BCP

    4 - DGI

    5 - HAWORTH PORTUGAL, S.A

    ResponderEliminar
  19. VALOR DO CARTÃO 5000€.
    DESCONTOS HALCON 7 a 10%.

    Supostamente num contexto crise económica as pessoas não fazem mais que uma viagem anual. Essa suposta viagem custa 1000€. Desconto máximo 100€.
    VALOR ANUIDADE 90€.
    LUCRO 10€.
    Comprar um cartão destes é uma ruina.
    Seria um bom negócio para a Palme,não para o sócio.
    Para este é uma ruina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cuidado os descontos da HALCON são fictícios,
      nas outras agências de viagens conseguem melhores preços, mesmo sem desconto.

      Eliminar
    2. É verdade, os descontos da HALCON não compensam, conseguindo-se melhores preços em outras Agências de Viagens.

      Além disso, ninguém é obrigado a utilizar serviços de uma empresa com a qual não celebrou qualquer tipo de contrato.

      Existindo Agências de Viagens portuguesas, a PALME II foi "escolher" uma Agência Espanhola?

      Eliminar
  20. O valor atual da anuidade é de € 97.

    O verdadeiro lucro da Palme II é obtido naqueles sócios que pagaram o preço do cartão "Key Club", não usufruiram qualquer tipo de serviço, mas agora a "Massa Insolvente" da Palme II, além de já ter ganho o dinheiro da venda do cartão "Key Club", cobra-lhes os valores das anuidades, acrescidas de 50%.
    LUCRO = 100%

    ResponderEliminar
  21. A PALME II encontra-se EM LIQUIDAÇÃO.

    Não façam acordos pagando metade das anuidades futuras.

    Não paguem qualquer valor a título de indemnização.

    Se há alguém que tem que pagar indemnizações, é a Palme II.

    A PALME II não exerce qualquer atividade há vários anos!

    ResponderEliminar
  22. Grupo Key Club:


    - PALME - VIAGENS E TURISMO, S.A. - Empregados: 0

    - PALME II, S.A. - Total de Empregados: 6

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. DIAP - DEPARTAMENTO DE INVESTIGAÇÃO E ACÇÃO PENAL

      "Nos termos do n.º 2, do art. 283.º. do Código de Processo Penal, o Ministério Público indica que não foram recolhidos indícios da verificação do crime."

      Eliminar
  23. Informamos que o Sr. António Esteves acaba de ser pronunciado pelo tribunal criminal de Lisboa para ser julgado pelo crime de difamação contra a Palme SA. Recordamos que, caso venha a ser condenado, como se espera, o Sr. Esteves arrisca-se a ser condenado ao pagamento de uma indemnização fixada em € 255.000,00.
    Talvez o exemplo deste julgamento traga bom senso a todos aqueles que, neste blogue e noutros fóruns, acham que podem, impunemente, atentar contra o bom-nome de empresas e pessoas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atentar contra o bom nome de Empresas?

      E pessoas?

      Quais empresas?

      A "MASSA INSOLVENTE" DE PALME II

      Sociedade que não exerce qualquer atividade há mais de 5 ANOS e que sobrevive à custa da cobrança de anuidades?

      PORQUE MOTIVO a Palme II deixou de vender os denominados cartões "KEY CLUB"?

      Se é uma Empresa credível e com bom nome,
      porque motivo já não vende cartões "KEY CLUB"?

      Talvez este Anónimo nos queira esclarecer!

      Eliminar
    2. Já percebemos a mensagem de intimidação, o Sr. Administrador escusa de estar sempre a repetir a mesma lenga lenga, quando pedir pela segunda vez a insolvência ou quiser encerrar as contas, cá estaremos para contestar o seu trabalho.

      Eliminar
    3. Lisandra Pais
      Rua Mouzinho Albuquerque, n.º 7 R/C - E
      2955-210 PINHAL NOVO

      Eliminar
  24. DIAP - DEPARTAMENTO DE INVESTIGAÇÃO E ACÇÃO PENAL

    "Nos termos do n.º 2, do art. 283.º. do Código de Processo Penal, o Ministério Público indica que não foram recolhidos indícios da verificação do crime."

    ResponderEliminar
  25. DEPARTAMENTO DE INVESTIGAÇÃO E ACÇÃO PENAL
    CAMPUS DA JUSTIÇA
    Avenida D. João II
    1990-097 LISBOA


    "Nos termos do n.º 2, do art. 283, do CPP, o Ministério Público indica que não foram recolhidos indícios de verificação do crime.

    A MASSA INSOLVENTE DE PALME II alega que os arguidos iniciaram uma campanha difamatória contra si.

    Os Arguidos alegam que foram enganados pela sociedade PALME II - COMERCIALIZAÇÃO DE CARTÕES DE DESCONTO, S.A., agora declarada Insolvente, e pretendem com este Movimento reunir o máximo de Clientes da Palme II para agir contra esta sociedade e fazer valer os seus Direitos, pois, a MASSA INSOLVENTE pretende cobrar-lhes os prémios em dívida, quando o não pagamento está justificado porque aquela não prestou o serviço a que se obrigou contratualmente, para além de que os Contratos celebrados são nulos.

    Assim, o que fazem é ACAUTELAR OS SEUS DIREITOS
    - Seus e de outros que estejam em idêntica situação."

    ResponderEliminar
  26. PALME - VIAGENS E TURISMO, S.A.
    Campo Grande, n.º 28 - 3.º C
    1700-093 Lisboa

    Pessoa Colectiva n.º 503 413 755

    A PALME VIAGENS apresentou-se à insolvência
    alegando incapacidade para cumprir as obrigações vencidas
    por não dispor de viabilidade económica ou financeira.

    . DÍVIDAS A TERCEIROS: € 1.064.301,30

    ResponderEliminar
  27. COMISSÃO DE CREDORES:

    1. HOTELBEDS
    2. Segurança Social
    3. Credibom
    4. PinaAlgar
    5. Euromar

    ResponderEliminar
  28. KEY CLUB - HALCON VIAGENS

    Parceiros inseparáveis?

    ResponderEliminar
  29. KEY CLUB - ATENDIMENTO "PERMANENTE"

    No dia 12 de Junho de 2014, fiz uma visita ao KEY CLUB, nas suas instalações sitas no Campo Grande, em Lisboa.

    Após tocvar a campainha (*) fui recebido por uma empregada da PALME II que me perguntou o que eu desejava.
    Identifiquei-me como sócio do Key Club, ao que a referida empregada respondeu: "Eu sei".
    Ora, visto que me conheceu, disse-lhe que pretendia ser atendido e prontamente a mesma empregada respondeu-me de imediato:
    "Hoje não vai ser atendido porque ó Sr. PEDRO LOPES não está!"

    Pois... Expliquei á referida senhora que eu não tenho um contrato de exclusividade com o dito Sr. PEDRO LOPES, e que se ele se encontrava ausente, deveria portanto ser atendido por outro funcionário da PALME II.

    Portanto, visto que os ditos "Contratos de Associação" estabeleceram para os SÓCIOS o dito "Atendimento Permanente" e a empresa nunca me informou, por escrito, que o atendimento "permanente" após a declaração de insolvência, já não era "PERMANENTE" mas "INTERMITENTE, entrei no Key Club para ser atendido e para me darem as explicações que me eram devidas.

    Entretanto, surgiu um fulano que se dirigiu a mim, dizendo em voz alta:
    "Vocês não têm dinheiro para fazer VIAGENS e agora vêm para aqui a incomodar as pessoas".

    Respondi ao referido sujeito que eu tinha celebrado com a PALME II um "Contrato de Associação" cujo Objeto era a prestação de SERVIÇOS HOTELEIROS e não VIAGENS, como ele estava a afirmar.

    Parece que algumas pessoas andam a querer "interpretar" os Contratos, como se o OBECTO PRINCIPAL fosse a disponibilização de VIAGENS.

    Esforço inútil porque carece de fundamento!

    Qualquer Sócio Key Club que leia as CLÁUSULAS GERAIS
    de um Contrato de Associação tiopo "PREMIUM",
    verificará, sem margem de erro, que não menciona as VIAGENS Tutísticas como sendo o Objecto do Contrato, mas sim HOTÉIS - Serviços Hoteleiros contratados!

    Todos os demais Serviços, segundo os Contratos de Associação Premium são meramente "ACESSÓRIOS".

    Basta ler a Cláusula 1 e a Cláusula 2 para verem que isto é A VERDADE!

    Quem afirmar o contrário, FALTA À VERDADE, mentindo.

    Todavia, para que não restem dúvidas, ou para aqueles que não se querem dar ao trabalho de LER um simples "Contrato de Associação", a seguir transcrevo o teor da 2.ª Cláusula:

    CONDIÇÕES GERAIS DO CARTÃO KEY CLUB PREMIUM

    "O CARTÃO KEY CLUB PREMIUM é um cartão inteligente que confere o acesso a Serviços Hoteleiros (HOTÉIS) contratados

    e ACESSORIAMENTE outros benefícios, descontos, vantagens, regalias,
    e acesso a outros produtos e serviços, nas Empresas que utilizam a marca KEY CLUB

    e AINDA em prestadores de bens e serviços
    aderentes ao SISTEMA KEY CLUB,
    devidamente identificados por um dístico autocolante
    e de acordo com o MANUAL INFORMATIVO, nos termos aí constantes e descritos, promovendo a sua imagem e valores da marca."

    SERVIÇOS HOTELEIROS CONTRATADOS (HOTÉIS)

    Somente não vê quem não quer!

    Os Serviços Hoteleiros são o objecto do Contrato de Associação!

    Todos os restantes bens e serviços eram ACESSÓRIOS...

    ResponderEliminar